0

Rebel Wilson ganha indenização em processo por difamação

Atriz foi chamada de "mentirosa em série" por revista australiana.

13 set 2017
18h03
atualizado às 18h45
  • separator
  • comentários

Rebel Wilson recebeu uma indenização recorde de 3,66 milhões de dólares (R$ 11,4 milhões) por conta de matérias falsas publicadas sobre ela que lhe custaram papéis em Hollywood.

A atriz havia processado a empresa Bauer Media, editora de tabloides australianos, que publicaram artigos alegando que Wilson mentiu sobre sua idade, afirmando que ela é sete anos mais nova do que a mídia reporta; sobre a origem de seu primeiro nome, que supostamente era outro na escola; e sobre detalhes de sua juventude na Austrália.

Foto: Bryan Bedder / Getty Images / AdoroCinema

As matérias de 2015 citavam uma antiga colega de classe de Wilson e difamavam a atriz rotulando-a como uma "mentirosa em série" que "fabricou quase todos os aspectos de sua vida".

Como resultado, a atriz revelou que perdeu vários papéis proeminentes em Hollywood e outras oportunidades de trabalho depois do sucesso de A Escolha Perfeita 2, em maio de 2015.

O juiz John Dixon, do estado de Victoria, na Australia, havia decidido no mês de junho que os artigos das revista eram difamatórios e que a Bauer Media não havia conseguido demonstrar que as alegações feitas sobre Wilson eram substancialmente verdadeiras ou triviais.

Nesta quarta-feira (13), o caso se encerrou com Wilson recebendo uma indenização de 3,66 milhões de dólares (R$ 11,4 milhões), valor quatro vezes maior que o recorde anterior da Austrália para um caso de difamação.

Apesar de não estar presente no tribunal na ocasião, Wilson falou sobre a resolução do juiz em seu Twitter, agradecendo aos fãs pelo carinho e apoio.

"Hoje foi o fim de uma longa e difícil batalha judiciária contra a Bauer Media, que tentou viciosamente me derrubar com uma série de artigos falsos", escreveu Rebel. "Quando o júri entregou seu veredicto, eles responderam cada ponto a meu favor. Hoje, o juiz Dixon aceitou que a Bauer Media me submeteu a um ataque continuado e malicioso cronometrado para coincidir com o lançamento de A Escolha Perfeita 2."

"O juiz aceitou sem reservas que eu tinha uma reputação extremamente alta e que o dano infligido em mim era substancial", continuou ela. "Ele disse que a natureza da difamação agravada e a extensão sem precedentes de disseminação tornam a reivindicação de particular importância. O juiz disse que sabia que a informação da fonte paga anônima era falsa e que a Bauer Media trocava imprudentemente aos custos da minha reputação para aumentar seus próprios lucros. O juiz Dixon me concedeu uma soma recorde e eu estou extremamente agradecida por isso."

A atriz já havia esclarecido em junho que seu objetivo no processo não era o dinheiro e sim para colocar a Bauer Media nos trilhos. Wilson mais uma vez prometeu donar seus ganhos para caridade e investir na indústria cinematográfica australiana.

Os próximos projetos de Rebel Wilson incluem A Escolha Perfeita 3 , previsto para 8 de março de 2018, e Isn't It Romantic , com estreia marcada para 21 de fevereiro de 2019.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade