0

Oscar 2020: Por Coringa, Hildur Guðnadóttir é a quarta mulher a ganhar o prêmio de trilha sonora

E a primeira em 23 anos.

10 fev 2020
11h54
atualizado às 12h12
  • separator
  • 0
  • comentários

A compositora de Coringa, Hildur Guðnadóttir, ganhou o Oscar de trilha sonora original na noite de ontem, 09. Sem surpresas após conquistar diversas estatuetas na temporada de premiações, islandesa é apenas a quarta mulher a vencer na categoria e a primeira desde 1997.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema



Guðnadóttir, 37 anos, ganhou anteriormente os prêmios Globo de Ouro e BAFTA pela composição da trilha sonora de Coringa. A última mulher a vencer na categoria foi a compositora britânica Anne Dudley, que venceu pelo filme Ou tudo ou Nada, de 1997.



Entre as vencedoras em Trilha Sonora estão também Rachel Portman, por Emma e Marilyn Bergman por Yentl. Além disso, vale ressaltar que apenas sete mulheres foram nomeadas nas categorias de pontuação do Oscar.



Em seu discurso, a compositora aproveitou para falar da importância da representação feminina. "Para as garotas, para as mulheres, para as mães, para as filhas, que ouvem a música borbulhando, por favor falem. Precisamos ouvir suas vozes", disse ela.



"É mágico quando se consegue ter um diálogo através da arte e não ter de discutir o que estamos a tentar fazer, mas ser mesmo capaz de ir ao lado emocional mais cru. Foi muito bonito", falou Hildur sobre o seu trabalho.



Anteriormente, Guðnadóttir ganhou um Grammy e um Emmy por sua trilha sonora para Chernobyl, da HBO. No Oscar, a trilha sonora de Coringa concorria com 1917, Adoráveis Mulheres, História de um Casamento e Star Wars: A Ascensão de Skywalker.



Fora o prêmio de trilha sonora, o filme de Todd Phillips levou também Melhor Ator pelo trabalho de Joaquin Phoenix. Veja a lista completa dos vencedores.




AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade