0

O.J Simpson teria confessado assassinatos em entrevista

Gravada em 2006, o vídeo traz o ator/jogador revelando detalhes sobre os polêmicos crimes cometidos em 1994.

12 mar 2018
15h18
atualizado às 15h46
  • separator
  • comentários

Os assassinatos de Nicole Brown e Ron Goldman aconteceram em 1994. No ano seguinte, o ex-marido da moça, o ator/jogador O.J. Simpson foi inocentado, apesar de ser o principal suspeito, naquele que foi considerado o julgamento do século. E, em pleno 2018, esta tragédia segue causando polêmica.

O.J Simpson
O.J Simpson
Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

No último domingo (11/03), a Fox norte-americana exibiu "O.J. Simpson: The Lost Confession" (O.J. Simpson: A Confissão Perdida), uma entrevista antiga com o ator explicando como aconteceram tais mortes. A conversa com a publicista Judith Reagan aconteceu em 2006, quando ambos estavam promovendo o lançamento do livro "If I Did It" - que traz uma explicação hipotética sobre as mortes de Brown e Goldman, retratando o astro como assassino. Na ocasião, a obra sofreu grande criticismo (principalmente por parte das famílias das vítimas) e acabou não sendo lançada, consequentemente, também impedindo tal entrevista de ir ao ar. (Em 2007, os parentes de Ron conseguiram os direitos sobre o livro e decidiram lançá-lo para apontar a culpa do ator.)

Após os recentes sucessos dos premiados The People v. O.J. Simpson - American Crime Story e O.J.: Made In America, o canal Fox decidiu resgatar a entrevista, justificando que a publicação de tal vídeo é pertinente para sociedade atual, num contexto político onde ganham força movimentos como o #MeToo, denunciando o abuso contra a mulher.

Nicole Brown e Ron Goldman morreram esfaqueados na casa da moça, em 1994.
Nicole Brown e Ron Goldman morreram esfaqueados na casa da moça, em 1994.
Foto: AdoroCinema

Na entrevista, O.J. revela que esteve na casa de Nicole Brown (local dos assassinatos) em 12 de junho de 1994, ao lado de um amigo chamado Charlie. Enquanto ele estava lá, Ron chegou para devolver os óculos da loira. "Hipoteticamente, eu coloquei um chapeu e luvas. E tinha uma faca no meu carro, caso pessoas loucas aparecessem. [Quando Goldman chegou] Charlie trouxe a faca e, momentos depois, Ron começou a querer brigar comigo. Peguei a faca e, honestamente, nem lembro do que aconteceu depois, só que estava lá de pé e tudo estava cercado de sangue. Não acredito que duas pessoas poderiam ter morrido daquela maneira sem tudo estar coberto por sangue." Ele ainda admitiu que se livrou das roupas que usava. Hipotéticamente, ele afirma.

O especial da Fox ainda contou com comentários de um painel formado por Reagan, especialistas sobre violência, uma amiga de Nicole Brown e Christopher Darden (vivido por Sterling K. Brown em American Crime Story) advogado de acusação do julgamento contra O.J. Simpson. Inclusive, o último acredita que tal declaração é uma confissão oficial de tais crimes, relembrando o histórico de violência presente no relacionamento do jogador com Nicole. Segundo a emissora, as famílias das vítimas autorizaram a exibição de tal entrevista.

Vale lembrar que a história de O.J. Simpson ainda vai inspirar uma série sobre seu relacionamento com Nicole Brown e uma comédia onde o jogador persegue Cuba Gooding Jr., após o ator interpretá-lo na premiada série de Ryan Murphy.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade