7 eventos ao vivo

O Rei Leão é a maior estreia da semana

O Bar Luva Dourada também é destaque.

18 jul 2019
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Remake fotorrealista da clássica animação da Disney, O Rei Leão é a maior estreia dessa semana. Exibido em mais de 1.600 salas, o filme acompanha a história do jovem leão, Simba (Donald Glover), que está destinado a se tornar rei da selva africana. Porém, quando seu tio Scar (Chiwetel Ejiofor) arma uma emboscada para matar seu pai, Mufasa (James Earl Jones), e tomar o trono para si, Simba se afasta do reino, se culpando pela ruína de seu pai. Crescendo distante do lugar que deveria governar, ele conta com a ajuda dos amigos Timão (Billy Eichner) e Pumba (Seth Rogen), para recuperar os prazeres da vida.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Uma estreia um pouco menor, mas que vale ser destacada é O Bar Luva Dourada, produção Alemã dirigida por Fatih Akın. Ambientado na cidade de Hamburgo dos anos 70, o filme acompanha o desespero dos habitantes quando diversos aparecimentos começam a acontecer em um estranho padrão. Ganhando a atenção da mídia local, a polícia inicia então a mais complexa investigação de assassinatos em série que o local já presenciou.

Para informações sobre os horários das sessões, acesse nosso guia de programação.

Confira abaixo os trailers, críticas e a opinião da imprensa sobre os filmes que estreiam nesta semana.

O Rei Leão

"Vendido como um live-action sem humanos, o novo O Rei Leão bebe diretamente da animação clássica para surpreender pelo aspecto técnico. De uma exuberância visual impressionante, é incrível acompanhar tantos e variados animais recriados nos mínimos detalhes, de forma que o espectador não tenha a sensação de ver em cena uma nova animação, potencializada com o que há de mais moderno nos efeitos especiais." Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

O Bar Luva Dourada

"A adesão do público dependerá da capacidade de interpretar o grotesco como figura de estilo, como forma de distanciamento em relação aos atos. Em nenhum momento os atos cometidos parecem sedutores, e os corpos tampouco são erotizados. Ao buscar o asco e a monstruosidade, o diretor utiliza o riso para o desconforto do espectador - uma forma de transformá-lo em sujeito ativo da comunicação, impedindo que caia no conforto escapista." Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

Jornada da Vida

"Jornada da Vida ameaça com frequência se transformar num melodrama, porém o roteiro e a direção se esforçam para segurar o drama numa esfera de observação e respeito. Seria tentador, caso estivéssemos num projeto hollywoodiano, reforçar o peso da situação de Yao (Lionel Basse) enquanto órfão, sublinhar a miséria dos habitantes locais, incluir alguma doença dos familiares, ou ainda se voltar à arrogância do europeu em vias de se tornar uma pessoa melhor após descobrir a pobreza no mundo. Felizmente, a narrativa foge à postura salvacionista e à purificação do burguês arrependido." Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

Palace II - Três Quartos com Vista para o Mar

"Por mais dolorosos que alguns momentos sejam, o diretor sabe até que ponto usar a dor dessas pessoas para contextualizar o sofrimento da situação, sem que a abordagem soe melodramática e, principalmente, sem coagir o espectador emocionalmente diante da tragédia. Os fatos falam por si só, não há por que empregar artifícios elaborados (ou sensacionalistas) para potencializar a angústia alheia, o que demonstra também o respeito com que o documentário conta a história." Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

Em Busca da Cerveja Perfeita

"Adotando um formato convencional com depoimentos de especialistas, que explicam em detalhes o processo de produção da cerveja, o diretor Heitor Dhalia consegue criar belíssimas imagens a partir de padrões e texturas encontrados nas fábricas, como barris enfileirados e peças de maquinário. No entanto, o andamento do filme é prejudicado pela falta de clareza acerca de suas pretensões audiovisuais, principalmente porque parece oscilar entre obra cinematográfica e produto institucional, o que impede o desenvolvimento de uma identidade própria." Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade