0

O Mecanismo: Série da Netflix pode ser exibida por emissoras de TV por assinatura

A gigante do segmento está negociando os direitos de transmissão do polêmico seriado para além de sua própria plataforma de streaming.

2 abr 2018
15h05
atualizado às 16h23
  • separator
  • comentários

A Netflix está disposta a renunciar de sua tradicional e exclusiva estratégia de distribuição via sua plataforma de streaming para surfar na onda da polêmica envolvendo o seriado O Mecanismo, de José Padilha. De acordo com informações do UOL, a gigante do streaming está negociando com canais de TV por assinatura para que o thriller político estrelado por Selton Mello também seja exibido fora de sua própria plataforma - seguindo, portanto, o precedente estabelecido por House of Cards, transmitido pelo Paramount Channel no Brasil desde março do ano passado.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Mesmo que o acordo seja concretizado, no entanto, a possível exibição de O Mecanismo nas telinhas ainda deve demorar para acontecer. O intuito é lançar o suspense que dramatiza os bastidores das investigações da Operação Lava Jato, considerada como uma das maiores jornadas de combate à corrupção da história política mundial, no mês de novembro, após a realização das eleições presidenciais de outubro. Assim, a Netflix evitaria quaisquer problemas caso O Mecanismo viesse a ser criticada por influenciar diretamente no resultado da próxima disputa eleitoral e ainda conseguiria capitalizar com a comercialização dos direitos de exibição da série.

Epicentro de uma enorme controvérsia - ressaltada pela nossa crítica da primeira temporada -, O Mecanismo arregimentou uma verdadeira legião de detratores, que não aprovaram a escolha criativa de Padilha por retirar frases - a polêmica "Estancar a sangria", entre outras - de um infame áudio vazado da conversa entre Sérgio Machado e o senador Romero Jucá (MDB) e colocá-la como uma citação direta do ex-presidente Lula (PT); o ex-ministro do governo Michel Temer (MDB) e o líder do Partido dos Trabalhadores são inimigos políticos declarados e ocupam espectros totalmente diversos do conturbado cenário de Brasília, o que incomodou os setores da esquerda nacional. Assinantes do serviço da Netflix chegaram a planejar um boicote generalizado aos serviços da companhia de streaming por causa do diálogo, enquanto o criador do seriado foi duramente criticado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que acusou O Mecanismo de "propagar fake news e assassinar reputações".

Padilha rebateu as avaliações negativas e taxou o descontentamento generalizado como "sem importância"; o cineasta de Tropa de Elite também assinou um editorial na Folha de São Paulo defendendo seu seriado e afirmando que a polêmica gerada em torno da série só favorece o "mecanismo" - ou seja, a corrupção sistêmica - que a mesma deseja denunciar. Maiores informações sobre a transmissão de O Mecanismo fora da plataforma da Netflix ainda não foram divulgadas.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade