7 eventos ao vivo

Netflix divulga primeiro cartaz de Okja, novo filme de Bong Joon-Ho

Apesar das polêmicas, filme será lançado no Festival de Cannes.

15 mai 2017
16h22
  • separator
  • comentários

Pela primeira vez na história, o prestigiado Festival de Cannes decidiu incluir títulos lançados diretamente nas plataformas de streaming em sua seleção oficial. No entanto, a determinação gerou uma grande controvérsia e a direção do Festival deliberou que, a partir de 2018, todo filme lançado em Cannes precisará ser distribuído nas salas de cinema francesas após o término da mostra do sul da França. Apesar dos contratempos e dos desconfortos, tanto The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach, quanto Okja, de Bong Joon-Ho, continuam na programação do Festival. E, aproveitando a onda de publicidade, a Netflix lançou o primeiro cartaz do filme sul-coreano.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema




Figura frequente em Cannes, Joon-Ho retorna ao país da Torre Eiffel para participar, pela primeira vez, da Competição Oficial. Seu novo longa acompanha os passos da jovem Mija (Seo-hyun Ahn) em sua jornada para defender Okja, uma enorme criatura que é sua melhor amiga, das garras de uma poderosa multinacional. "Estou extremamente orgulhoso da nossa associação com Okja e com o Festival de Cannes. A direção do Festival tem um histórico de convidar apenas os filmes que eles acreditam ser os melhores do mundo. Creio que é neste espírito que eles convidarem Okja para a seleção oficial", declarou Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix.

Adotando um tom conciliatório em relação às decisões do Festival, ele completou: "Quero agradecer à Thierry Fremaux por ser corajoso e inovador em suas decisões e por convidar Bong. Creio que é um dos melhores filmes do mundo. E acredito que nos próximos anos, Cannes vai continuar convidando os melhores filmes do mundo. As formas de distribuição estão mudando, portanto, os festivais também mudarão". O cineasta sul-coreano, por sua vez, demonstrou pouco interesse pelo debate e afirmou que acredita que "as salas de cinema e o streaming coexistirão" pacificamente. "Tenho certeza que Ted leva sua família para o cinema e que os membros do CNC (Centro Nacional de Cinema da França) assinam Netflix em suas casas", brincou o realizador.

Elogiando o modo de produção da companhia líder no ramo do streaming, Bong explicou sua relação com a Netflix: "A distribuição de um filme é, claramente, importante, mas enquanto diretor e roteirista minha principal preocupação é com a liberdade criativa... É raro ter tanta liberdade criativa em um filme de tamanho orçamento em qualquer lugar do mundo. Este é um privilégio concedido apenas a cineastas imensos como Steven Spielberg e Martin Scorsese. Mas, por outro lado, isso também é assustador, uma vez que eu sou 100% responsável pelo filme. Toda falha do filme será 100% culpa minha".

Coestrelado por um elenco de peso composto por Tilda Swinton, Jake Gyllenhaal, Paul Dano e Lily Collins, Okja chega às telas da Netflix no dia 28 de junho e aos cinemas dos Estados Unidos, da Coréia do Sul e do Reino Unido no final do ano. Entre os dias 17 e 28 de maio, o longa concorre pela Palma de Ouro no Festival de Cannes - que terá cobertura completa do AdoroCinema . Fique ligado!

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade