0

Sindicato de atores lança código de conduta contra o assédio

"Nosso interesse é fortalecer e esclarecer as regras que protegem nossos membros nos seus locais de trabalho", diz texto divulgado pelo SAG-AFTRA.

14 fev 2018
15h43
atualizado às 15h49
  • separator
  • comentários

O maior sindicato de atores dos Estados Unidos divulgou um código de conduta para seus membros com o objetivo de combater o assédio sexual no ambiente de trabalho. O SAG-AFTRA, associação que reúne profissionais do cinema, televisão e rádio, publicou "uma chamada para a ação" com diretrizes que devem ser seguidas pelos mais de 150 mil membros da instituição.

Foto: Chelsea Guglielmino/Getty Images / AdoroCinema

"O intenso foco no assédio sexual na nossa indústria e em diversos outros setores expôs abusos de poder que se perpetuaram por décadas ao redor do país e além. Nós acreditamos que isso nos apresenta uma oportunidade única para uma mudança sem precedentes", diz o anuncio das novas medidas.

No texto , que pode ser lido na íntegra no site do SAG-AFTRA (em inglês), o sindicato afirma que está comprometido a encontrar soluções para o problema do assédio sexual para seus membros onde quer que eles trabalhem no mundo. Reforça-se ainda uma noção básica: o sindicato expressa que os empregadores dos atores tem uma obrigação contratual de prover um ambiente de trabalho saudável e seguro e que os membros devem se "abster de se envolver em condutas assediadoras" e apoiar os esforços para "eliminar esse flagelo".

O sindicato anunciou que seu novo código de conduta se baseia em quatro pontos para "confrontar o assédio e avançar com a equidade". Chamados de Os Quatro Pilares da Mudança, os pontos foram descritors como as regras e diretrizes, empoderamento através da educação, intervenção expandida e construção de pontes e redes de segurança.

Entre as diversas medidas adotadas estão oferecer canais seguros para denúncias de assédio, "orientação para os membros que experimentam ou testemunham" o assédio sexual, promover "discussões e painéis com membros sobre assédio, sofrimento e discriminação dentro da indústria", "expandir a capacidade" do SAG-AFTRA de "intervir rápida e eficazmente para proteger nossos membros contra o assédio sexual" e oferecer ajuda para pessoas que precisem de tratamento clínico para lidar com o trauma do assédio ou abuso.

O texto é assinado por Gabrielle Carteris (Code Black, Barrados no Baile), atual presidente do SAG-AFTRA, e David White, diretor executivo nacional do sindicato.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade