1 evento ao vivo

Liga da Justiça: Ex-executiva da Warner teria admitido erro em esconder Homem de Aço do material de divulgação

O Super-Homem de Henry Cavill não apareceu nos cartazes e trailers por decisão de Sue Kroll, que cuidava da divisão de marketing da Warner.

12 jan 2018
16h19
  • separator
  • comentários

Muitas respostas já surgiram, mas nenhuma delas conseguiu solucionar por completo a perguntar que não quer calar: por que Liga da Justiça deu errado, representando um fracasso comercial tão grande que obrigou a Warner a mudar a presidência da DC Films - o produtor Walter Hamada (It - A Coisa) foi o eleito - como o primeiro passo de uma drástica reformulação do Universo Estendido da DC? Bem, segundo informa o TheWrap, um dos motivos pelos quais o grande evento de super-heróis da produtora não atingiu os US$ 100 milhões arrecadados em seu fim de semana de estreia foi a exclusão do Super-Homem (Henry Cavill) de todos os materiais promocionais do longa dirigido por Zack Snyder e finalizado por Joss Whedon.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

A novela continua! Dublê de Liga da Justiça afirma que o corte de Zack Snyder existe

A fonte da reportagem classifica o equívoco como um "erro bizarro", dando a entender que Sue Kroll, ex-responsável pelo departamento de marketing da Warner e agora produtora do estúdio, teria admitido a falha. Ainda de acordo com outro contato interno na Warner do TheWrap, outro motivo para o fracasso na promoção de Liga de Justiça seria o fato de que Kroll "odiava filmes de super-heróis". Em comunicado, a executiva e produtora, responsável pela promoção do bem-sucedido Mulher-Maravilha, se defendeu, repudiando ambos os comentários das fontes: "Amo filmes de super-heróis. Sempre considerei uma honra vender filmes que os fãs amam tanto. E acho que nosso histórico fala por si mesmo. Quanto ao marketing de Liga da Justiça, aprovo tudo que fizemos. Foi uma campanha estratégica e criativa, e estou imensamente orgulhosa do trabalho que todos fizemos".

"Podemos colocar a culpa do pouco sucesso de Liga da Justiça em seus materiais promocionais? Primeiro, esconder o Super-Homem, quando todos sabiam (haha) que ele estava no filme... Tosco! E eles não parecem muito amigáveis e parecem mal photoshopados"

A despromoção de Kroll para o cargo de produtora também faz parte de uma iniciativa da Warner em diminuir o número de responsáveis por aprovar novas produções do estúdio e da DC. Agora, o único encarregado será Toby Emmerich, que só responderá a Kevin Tsujihara, CEO da Warner. "A Warner precisa continuar fazer o que sempre fez: produzindo os maior e mais diversificado catálogo de filmes da indústria. É isso que nos faz ser bem-sucedidos. Não podemos fazer o que a Disney faz. Funcionou muito, muito bom para eles, mas esse não é o nosso estilo. Precisamos continuar a criar um catálogo equilibrado com todo tipo de produções e gêneros", declarou o presidente da produtora, ecoando os comentários de Cavill quanto aos problemas encontrados pelo DCEU nos últimos anos.

Resta aguardar para ver se as alterações surtirão efeito e se a DC finalmente encontrará seu caminho - a saída para o estúdio será, muito provavelmente, seguir a trilha aberta pelo longa estrelado por Gal Gadot, uma das maiores bilheterias de 2017. E quanto à Liga da Justiça, você acha que retirar o Homem de Aço dos materiais promocionais - mesmo levando em consideração que sua presença no longa já era conhecida - foi o principal motivo para o mau início da carreira do longa nas bilheterias? Ou foram as visões conflitantes de Snyder e Whedon que complicaram o resultado financeiro final? Liga da Justiça segue em cartaz no Brasil.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade