4 eventos ao vivo

Han Solo: 20 easter-eggs do spin-off de Star Wars

Você tinha reparado nelas?!

2 jun 2018
12h54
atualizado às 13h14
  • separator
  • comentários

Han Solo: Uma História Star Wars trouxe diversos easter-eggs para os fãs da saga. Foi fácil identificar menções como "Eu sei" em resposta a um "Eu te odeio"; o jogo de Sabacc entre Han (Alden Ehrenreich) e Lando (Donald Glover); a referência à fazer o circuito Kessell em menos de 12 parsecs; ou mesmo a fala "Eu tenho um bom presentimento em relação a isso", em contrapartida ao famoso "mau pressentimento" de diversos personagens da saga. Mas, acredite, o filme teve muito mais segredos escondidos do que estes!

Foto: Lucasfilm / AdoroCinema

Confira abaixo alguns easter-eggs do spin-off de Star Wars que você (provavelmente) não tinha reparado! Então, conte para a gente: quais deles você percebeu ao assistir ao filme?

1) O dado dourado


O dado dourado de Han apareceu primeiramente em Guerra nas Estrelas, quase como uma piada, mas ganhou um significado muito mais profundo em Os Últimos Jedi, se tornando um símbolo de amor, legado e memória entre Luke (Mark Hamill), Leia (Carrie Fisher), Han (Harrison Ford) e, eventualmente, Ben (Adam Driver). Han Solo mostra que o dado Corelliano sempre foi importante para o protagonista e, na sua juventude, significou "sorte".

2) Detonador térmico


Durante seu confronto com Lady Proxima em Corellia, Han a ameaça com uma pedra que ele finge ser um Detonador Térmico. Ele até faz um clique com a boca para "armar" o detonador. Esta é uma referência direta da cena de O Returno de Jedi na qual Leia ameaça Jabba com um detonador térmico de verdade enquanto está disfarçada como Boushh.

3) Star Destroyer


Essa é para os olhos de águia! No momento em que Han e Qi'ra (Emilia Clarke) estão correndo por Corellia, vemos grandes objetos luminosos no céu. Eles são parte integrante da enorme frota do Império e se parecem com os geradores de escudo dos módulos de comando dos famosos Star Destroyers, que estão sendo construídos no céu.

4) Marcha Imperial


Depois que Han perde Qi'ra no posto Imperial em Corellia, ele vê uma cabine de recrutamento do Império que está tocando a icônica Marcha Imperial composta por John Williams. Isso signica que a famosa música do compositor de fato existe como uma espécie de hino Imperial.

5) A arma Blaster


A icônica arma blaster DL-44 de Han raramente é deixada de lado nos outros filmes da franquia. Em Han Solo: Uma História Star Wars, descobrimos que que le ganhou de Tobias Beckett (Woody Harrelson). Durante a cena do acampamento na fogueira, Beckett joga para Han um blaster bastante familiar e o resto a gente já conhece.

6) Mercenários


Quando Val (Thandie Newton) comenta sobre o time dos sonhos para o grande roubo que eles estão fazendo, ela menciona as irmãs Zan, tiradas direto do Universo Expandido da franquia Star Wars. Ela provavelmente está falando de Zu e Zan Pike, criminosos gêmeos contratados originalmente no livro "Sombras do Império". Eles também tinham uma conexão com a organização criminosa Black Sun, comandanda por Darth Maul, o que torna sua menção ainda mais intrigante, considerando o retorno deste personagem.


Val também fala de Bossk, o caçador de recompensas de Trandoshan, que é um dos seis caçadores de recompensas enviados para capturar Han em O Império Contra-ataca. O personagem também apareceu em Star Wars: The Clone Wars como um aliado de um jovem Boba Fett e a caçadora de recompensas, Aurra Sing, cuja morte foi confirmada neste spin-off.

7) Valahorn


Tobias Beckett fala diversas vezes durante o filme sobre se aposentar em um planeta distante e aprender a tocar Valahorn. Essa é uma referência a um videogame clássico da franquia, "Star Wars Galaxies". Valahorn é um instrumento musical encontrado em Yavin 4.

8) Mynock Roast


Rio (dublado por Jon Favreau), membro da equipe de Tobias Becket, revela que adora uma iguaria conhecida como assado Mynock. Curiosamente, os Mynocks são parasitas que apareceram em O Império Contra-ataca e se grudaram ao fundo do Millennium Falcon. Eles também são mencionados em vários livros de Star Wars, incluindo "Bloodines", "Aftermath" e "The Legends of Luke Skywalker", assim como no Universo Expandido de Star Wars.

9) Enfys Nest


A gangue de Enfys Nest leva o nome de um grupo de piratas espaciais vistos nos quadrinhos clássicos da Star Wars. Nas histórias, os Cloud-Riders são bandidos violentos que atacam e saqueiam aldeias locais, embora os personagens do filme não sejam nada parecidos com os dos quadrinhos.

Falando na equipe de Enfys...


Um dos partidários de Saw Gerrera (Forest Whitaker) em Rogue One parece ser um membro dos Cloud-Riders. Benthic "Two Tubes" e seu irmão Endio faziam parte do braço separatista da Rebelião de Gerrera, e agora sabemos o que Benthic estava fazendo nos anos anteriores à Batalha de Scarif.

Além disso...


Warwick Davis, famoso por interpretar 10 personagens da franquia Star Wars — entre eles, um Ewok —sendo 4 somente em A Ameaça Fantasma, também teve uma participação especial como um dos membros da gangue de Enfys Nest. E, desta vez, é o rosto dele mesmo que aparece!

10) Jabba, o Hutt


Enquanto Jabba, o Hutt não deu as caras em Han Solo: Uma História Star Wars, sua presença foi sentida. Qi'ra menciona o cartel Hutt no início do filme, e Beckett revela a Han sobre um grande trabalho em Tatooine onde um gângster famoso está procurando por uma equipe. Claro que o maior gângster de Tatooine é o próprio Jabba!

11) Os Decraniated


Apresentadas pela primeira vez em Rogue One, essas criaturas robóticas humanóides têm o topo de suas cabeças cortadas, e uma delas é vista servindo no iate de Dryden Vos. Curiosamente, esses robôs foram criados pelo Dr. Cornelius Evazan, o homem de nariz de porco que tenta lutar com Luke na Cantina Mos Eisley em Uma Nova Esperança.

12) Armadura Mandaloriana


Dryden Vos (Paul Bettany) tinha uma peça particularmente interessante de memorabilia de Star Wars em seu palácio flutuante - um traje de armadura Mandalorian, que fora usada pelo caçador de recompensas Boba Fett e por seu pai antes dele.

13) Esconderijo na Falcon


A tripulação colocou o Coaxium em uma espécie de porão de carga da Millennium Falcon. Esse foi exatamente o mesmo lugar que Finn (John Boyega) e Rey (Daisy Ridley) se esconderam quando sequestraram a Falcon em O Despertar da Força e foram abordados por Han e Chewie! É também onde Han, Luke e a equipe original se esconderam de Stormtroopers durante Uma Nova Esperança.

14) The Maw


Nas histórias de Star Wars Legends, o planeta Kessel é cercado por um conjunto quase impossível de navegar de buracos negros instáveis chamado The Maw. O spin-off de Han Solo mostrou os personagens navegando pelos arredores do perigoso planeta.

15) Teras Kasi


Qi'ra faz um breve comentário sobre ser uma mestre em Teras Kasi, uma antiga arte marcial utilizada pelos usuários da Força. É uma referência a um jogo de luta clássico do PlayStation chamado "Masters of the Teras Kasi".

16) Dejarik


Beckett apresenta a Chewie o jogo de Holoxadrex galáctico conhecido como Dejarik. A famosa mesa de Dejarik da Falcon aparece de forma famosa na trilogia original e em O Despertar da Força, mas no canon, Chewie na verdade é um jogador de Dejarik premiado e quem pede a Han para instalar a mesa na Falcon.

17) Crônicas de Lando


"As Crônicas Calrissian: Capítulo Cinco", diz Lando, gravando suas memórias a bordo do Millennium Falcon. Isso é algo saído dos livros de 1983 de L. Neil Smith, que contaram as aventuras de Lando Calrissian antes dos eventos de O Império Contra-Ataca, quando ele ainda possuía a Millennium Falcon. Embora o texto que o jovem está ditando no novo filme não seja de um livro específico, ele faz referência à caça ao tesouro alienígena do primeiro romance da série: "Pessoalmente, não fiquei tão impressionado com o Sharu. Nenhum senso de humor - ou estilo. No entanto, lá estava L3 e eu, no fundo de seu templo sagrado. E foi quando a vimos..."

18) L3-37


Agora que sabemos que a L3-37 faz parte do computador da nave da Falcon, uma frase dita por C-3PO em O Império Contra-ataca agora faz muito mais sentido. O dróide diz: "Senhor, eu não sei onde sua nave aprendeu a se comunicar, mas tem o dialeto muito peculiar". E agora sabemos que o dialeto peculiar é aquele falado pelo droide amado de Lando.

19) Scarif


Embora seja apenas uma menção rápida a Rogue One, Qi'ra sugere que Scarif poderia ser um lugar onde eles poderiam encontrar Coaxium suficiente para pagar Dryden Vos.

20) Disfarce de Lando


Tobias Beckett usou, durante a missão às minas de Kessel, o capacete e a armadura que Lando usa para se disrfarçar em O Retorno de Jedi.

Han Solo: Uma História Star Wars está em cartaz nos cinemas.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade