0

Diretor rebate acusação de plágio com 'A Forma da Água'

Cineasta pôs em xeque sua reputação como prova de que está falando a verdade.

22 fev 2018
12h13
atualizado às 12h28
  • separator
  • comentários

A treta continua! Guillermo del Toro negou veementemente as acusações de que a história de A Forma da Água foi plagiada da peça Let Me Hear You Whisper e está levando o caso aos tribunais junto com a Fox Searchlight. Escrita pelo dramaturgo Paul Zindel em 1969, a obra teatral gira em torno da zeladora de um laboratório governamental que se afeiçoa por um golfinho e o liberta. No filme que soma 13 indicações ao Oscar 2018, o enredo gira em torno de uma faxineira muda (Sally Hawkins) de uma agência militar secreta dos EUA que se apaixona por uma criatura aquática (Doug Jones). Semelhanças?

'A Forma da Água' é última obra inventiva de Guillermo del Toro, diretor conhecido por longas como 'Hellboy' e 'O Labirinto do Fauno'. A história se passa no cenário dos Estados Unidos na época da Guerra Fria, em 1962. O filme está concorrendo em várias categorias, entre elas, 'Melhor Direção', 'Melhor Filme', 'Melhor Atriz' e 'Melhor Roteiro Original'.
'A Forma da Água' é última obra inventiva de Guillermo del Toro, diretor conhecido por longas como 'Hellboy' e 'O Labirinto do Fauno'. A história se passa no cenário dos Estados Unidos na época da Guerra Fria, em 1962. O filme está concorrendo em várias categorias, entre elas, 'Melhor Direção', 'Melhor Filme', 'Melhor Atriz' e 'Melhor Roteiro Original'.
Foto: Divulgação/A Forma da Água / ObaOba

"Eu nunca li, nem vi a peça. Nunca ouvi falar dessa obra antes de fazer A Forma da Água e nenhum dos meus colaboradores jamais mencionou a peça", afirmou Del Toro em entrevista ao Deadline. O cineasta também declarou que o produtor Daniel Kraus, outro nome citado no processo, também não teve nenhuma influência dos escritos de Zindel. "Esta é a razão pela qual estamos indo para a corte", concluiu.

As similaridade gerais, de afeição de uma zeladora por uma criatura do mar, existem, mas Del Toro pontuou que elas são superficiais. "A Forma da Água é tantas coisas, possui tantas tonalidades. Não é sobre um animal [golfinho], é sobre um Deus elementar dos rios. Essas ideias não são substituíveis ou equivalentes. Isso corresponderia dizer que E.T. - O Extraterrestre seria a mesma história se você substituísse o alienígena por um hamster", disse o cineasta.

"Nossa história e suas camadas são completamente, inteiramente complexas, estrelaçadas com espiões russos, a Guerra Fria, amizades femininas que são profundas. E mais importante do que isso, que são completamente originais. O ato de um animal ser liberto pode ser encontrado em qualquer [filme], desde Projeto X - Uma Festa Fora de Controle até Splash - Uma Sereia em Minha Vida [...]. Dá pra continuar e continuar. Também dá pra incluir O Dia do Golfinho, que de fato foi escrito dois anos antes da peça. Não é um elemento de trama inovador. A beleza deste filme não se resume a um elemento de trama de uma peça teatral", expôs Del Toro.

Acusações Durante o Ciclo de Votações do Oscar 2018!

 

As queixas contra A Forma da Água — que também foi acusado de plágio pelo cineasta francês Jean-Pierre Jeunet (O Fabuloso Destino de Amelie Poulain) — acontecem exatamente no momento em que os membros da Academia estão votando para o Oscar 2018. Ciente disso, Del Toro colocou sua reputação como prova de que está falando a verdade: "Tenho trabalhado com isso há 25 anos e tenho uma reputação incontestável. Falar sobre as minhas influências em cada filme é um elemente que sempre fez parte da minha carreira, seja nos comentários do DVD, no Twitter ou nas minhas exposições em museus. Sou aberto sobre as coisas que eu amo e não tive problemas em discutí-las, em como elas foram transformacionais em meus filmes. Esta trajetória de 25 anos deve ser últil. Escrevi e coescrevi cerca de 24 roteiros. Sou um roteirista/diretor que criou séries de TV, livros, filmes e uma enorme quantidade de roteiros através dos anos. Sem nenhuma queixa!"

A Fox Searchlight também se pronunciou em defesa de Del Toro: "As acusações do Sr. Zindel são sem fundamento, totalmente sem mérito e apresentaremos uma moçao para destituí-las. Além disso, as queixas parecem coincidir com o ciclo de votação da Academia de Artes e Ciência Cinematográficas, com a intenção de pressionar nosso estúdio a aceitar um acordo rápido. Em vez disso, nós nos defenderemos vigorosamente e, por adição, este filme inovador e original."

A Forma da Água está em cartaz nos cinemas brasileiros — confira aqui a crítica 5 estrelas do AdoroCinema!

AdoroCinema
  • separator
  • comentários
publicidade