1 evento ao vivo

Game of Thrones: Entenda a nova sequência de abertura

Spoilers viu? Cuidado para quem tá atrasado!

15 abr 2019
13h14
  • separator
  • comentários

Se, por acaso, você não tiver visto o episódio, spoilers abaixo.

Foto: HBO / AdoroCinema

A série com o maior número de reviravoltas no momento, Game of Thrones sempre teve uma coisa em comum em todos os episódios: a sequência de abertura. Por sete temporadas, o mapa de Westeros e Essos dava certo indício do que esperar do capítulo, mas a constância do mapa sempre continuou. Porém, o início da oitava temporada trouxe algo diferente: o mapa só mostrou a Muralha, Winterfell e Porto Real. Essa mudança não passou despercebido por ninguém, e o AdoroCinema vai explicar o que isso significa.

Tudo começa com a muralha destruída, formando um caminho de gelo até chegar em Last Hearth. O trajeto congelado que se forma é o rumo que os White Walkers estão tomando, e o primeiro castelo da abertura não só está em cima de uma montanha em espiral (formato que repetidas vezes se referem aos mortos-vivos), mas também é a moradia da Casa Umber. É lá que, no fim do episódio, Tormund (Kristofer Hivju) e Ed (Ben Crompton) encontram o pequeno Lorde Umber, preso na parece com braços que formam espirais a sua volta. 

O gelo para de se mover em Last Hearth, mas a abertura continua até chegar em Winterfell. A casa dos Starks sempre esteve presente no créditos iniciais, mas desta vez, sua participação tem muito mais detalhes. Após a árvore dos Deuses Antigos, o público vê pela primeira vez o interior do castelo, com a montagem do grande salão em que Sansa (Sophie Turner), Jon (Kit Harington) e Daenerys (Emilia Clarke) se sentam para apresentar a Rainha aos lordes do Norte. Há também a presença das catacumbas, que sempre tiveram grande importância para a família, mas que neste episódio, é o local em que Jon descobre sua verdadeira identidade.

Game of Thrones: Veja o trailer do 2º episódio da 8ª temporada

Porto Real não poderia ficar de fora, até porque Cersei (Lena Headey) deixou bem claro que não pretende sair de lá tão cedo. Além de mostrar o mapa que esta Rainha mandou pintar em um dos cantos de seu castelo, a arma que Qyburn (Anton Lesser) cria para matar os dragões da Khaleesi também aparece, além do bom e velho Trono de Aço, com a insígnia da família Lannister ao fundo. Apesar da besta gigante não ter participado do episódio, fica claro que a arma não foi esquecida, e terá uso nos próximos episódios.

O astrolábio também tem novidade. Entre uma locação e outra, o instrumento mostra diferentes momentos marcantes das temporadas anteriores, como a queda da Muralha, o Casamento Vermelho, e o nascimento dos dragões de Daenerys. Porém, o mais interessante nesta mudança é que dá a entender que a abertura seguirá o caminho dos White Walkers até Porto Real, levando o inverno pelo mapa inteiro (até porque, eles vão chegar em Winterfell no 2º episódio, aparentemente).

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade