6 eventos ao vivo

Game of Thrones: 10 mortes que ainda não superamos

Algumas mortes a gente comemora. Outras, nem tanto.

3 set 2017
12h21
  • separator
  • 0
  • comentários

"Valar morghulis" é um termo em alto valiriano que significa "todos os homens devem morrer". É o caminho inevitável para qualquer um, mas isso não significa que não possamos sentir falta dos que se foram.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Em Game of Thrones, é verdade que o público já está mais do que acostumado com personagens favoritos morrendo, e com o fim da sétima temporada a lista de falecidos só aumentou. Por isso, resolvemos deixar os sentimentos falarem mais alto, e listamos as dez mortes que ainda não conseguimos esquecer.

Ned Stark


O patriarca dos lobos do norte foi a primeira grande morte chocante da série, e uma que muda os rumos de toda a história. Não haveria a guerra dos Cinco Reis ou todos os eventos que a mesma desencadearam se não fosse pela morte de Ned, mas é impossível não se lembrar com choque do momento em que Joffrey pede a cabeça de Eddard.

Ygritte


"Você não sabe de nada, Jon Snow." A selvagem que trouxe uma das falas mais icônicas da série balançou o coração do então Patrulheiro e o fez quebrar os votos, deu um senso de humanidade mais forte àqueles que moravam Para-Lá-da-Muralha, e morreu durante a Batalha de Castelo Negro. Sua petulância deixou saudades. 

Oberyn Martell


Elia Martell e seus dois filhos, Aegon e Rhaenys, morreram cruelmente pelas mãos de Sor Gregor Clegane no fim da Rebelião de Robert, e foi para vingar  morte da irmã que Oberyn se ofereceu para lutar contra o Montanha por Tyrion na quarta temporada. O carismático personagem não deixou que sua irmã fosse esquecida, e protagonizou um emblemático duelo, do qual infelizmente não saiu vivo. 

Shireen Baratheon


O Rei Stannis Baratheon sacrificou a própria filha na fogueira para o Deus Vermelho. A jovem princesa, delicada e sempre atenta, nunca teve muito carinho do pai, e recebia mais cuidados de Sor Davos que dos próprios parentes. Sua morte foi uma jogada cruel até mesmo para os níveis de Game of Thrones. 

Robb Stark e Vento Cinzento


Todo o Casamento Vermelho por si só já é um trauma difícil de superar, mas o Rei do Norte e seu fiel companheiro tiveram um fim especialmente maldoso e triste. Os Frey costuraram a cabeça de Vento Cinzento no corpo de Robb, dando ao título "O Jovem Lobo" uma ideia sinistra.-093e3e3eCatelyn Stark

Catelyn Stark


Ainda no Casamento Vermelho, Cat foi obrigada a ver a morte do filho antes de ela mesma ter seu pescoço cortado. É difícil imaginar o que deve ter doído mais: a morte de Robb, sua própria morte, a morte do neto (na barriga de Talisa) ou o fato de Cat ter morrido acreditando que seus dois filhos mais novos, Bran e Rickon, haviam sido mortos por Theon Greyjoy.

Hodor


Hold the door. Hold the door. Hold the door. Você provavelmente não imaginou que a morte de Hodor poderia ser tão triste. Neste sentido, circunstância é tudo, pois sua morte está diretamente ligada à sua origem enquanto 'Hodor', e o truque é tão surpreendemente cruel e de partir o coração que só poderia mesmo ser uma ideia de George R.R. Martin

Margaery e Loras Tyrell


Marg era uma das personagens mais inteligentes entre os habitantes de Porto Real, e uma das poucas que realmente sabia lidar com Cersei e fazê-la se sentir ameaçada. O mais cruel a respeito de sua morte é o fato de ela ter percebido, poucos minutos antes, mas ter sido impedida de deixar o Septo junto ao irmão pelos próprios guardas.

Olenna Tyrell


A Rainha dos Espinhos não abandonou o status de intocável nem mesmo durante a sua morte. Ela fará falta, com toda a sua engenhosidade e sua experiência, mas até na hora de morrer, Lady Olenna fez isso melhor do que todos os outros. 

Viserion


A morte de uma criatura tão única como um dragão não deveria passar batida, e de fato não passa. Apesar de pouca notoriedade na série, Viserion protagoniza um dos momentos mais tristes (provavelmente o mais triste de fato) da sétima temporada, quando sua morte provoca um silêncio sepulcral e só se houve o desespero de seus dois irmãos. Admita: você ficou triste com a morte de um dragão. 

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade