0

Game of Thrones: 10 grandes momentos da 7ª temporada

A história de lobos e dragões.

5 abr 2019
09h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Falta pouco! A oitava temporada de Game of Thrones já está quase dobrando a esquina, mas antes de mergulharmos nos seis episódios finais da série mais popular da HBO, que tal relembrar os anos anteriores?

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

O AdoroCinema resolveu lembrar os melhores momentos da série até agora, para todo mundo chegar afiadíssimo para o oitavo ano. Nesta reta final, chegou o momento da sétima temporada! Ansiosos?

Inimigos ao norte


A temporada abre com Arya (Maisie Williams) completando o seu plano de vingança. Disfarçada como Walder Frey (David Bradley), ela organiza um jantar no grande salão nas Gêmeas, e mata toda a família de vez — é o 'troco' pelo Casamento Vermelho, agora enfim entregue. Depois disso, ela descobre que Sansa está viva e tem um breve reencontro com Nymeria, antes de decidir voltar para casa: Winterfell a espera.

Enquanto o Rei da Noite avança com seu exército de mortos-vivos, Bran (Isaac Hempstead-Wright) e Meera (Ellie Kendrick) avançam em direção à Muralha. Eles conseguem chegar a Castelo Negro, antes de rumar de uma vez para Winterfell. O reencontro dos Stark está cada vez mais próximo.  

No castelo, Jon (Kit Harington) comanda os vassalos como "rei do norte." Ele alerta para a ameaça que avança vinda do extremo norte, e avisa que precisa de obsidiana — ou vidro de dragão — é o material necessário para lutar contra os novos inimigos e efetivamente derrotá-los. Brienne (Gwendoline Christie) continua na proteção de Sansa (Sophie Turner), atenta à proximidade de Mindinho (Aiden Gillen), que ela vê como algo preocupante.

Sansa, por sua vez, discorda de Jon em seus métodos, alertando ao irmão que ele deve ser nobre, sim, porém mais esperto do que era Ned (Sean Bean). Enquanto isso, Sandor Clegane (Rory McCann) e a Irmandade Sem Bandeiras se destinam à Muralha.

Inimigos em Porto Real


Cersei (Lena Headey) e Jaime (Nikolaj Coster-Waldau), descobrindo que Daenerys (Emilia Clarke) e sua comitiva estão se destinando ao continente, se preparam para a guerra contra a Mãe dos Dragões — que conta com o apoio do irmão deles, Tyrion (Peter Dinklage). A rainha no Trono de Ferro recebe Euron Greyjoy (Pilou Asbaek), que se oferece em casamento à rainha e promete um presente para ganhar a sua mão. O reinado de Cersei está cada vez mais frágil, visto que os Lannister não têm apoio do povo e estão completamente endividados.  

Euron ataca uma frota de Dany e captura Ellaria Sand (Indira Varma) e uma das Serpentes de Areia, entregando-as de presente a Cersei — vingança pela morte de Myrcella, em Dorne. Ele as leva para Porto Real, e mãe e filha acabam morrendo com a mesma moeda que matou a filha de Cersei. Tudo isso revela que o lado cruel e possivelmente sanguinário da rainha está cada vez mais aflorado.

De Volta Para Casa


Daenerys chega a Westeros e toma posse do Trono em Pedra do Dragão, antiga residência dos Targaryen. Paralelamente, Samwell (John Bradley) investiga segredos de Westeros na Cidadela..  

Jon viaja com Davos Seaworth (Liam Cunningham) até Pedra do Dragão, a fim de conseguir obsidiana para a batalha contra o Rei da Noite. Ele conhece Daenerys e os seus três dragões, mas se recusa a dobrar o joelho, enquanto pede ajuda da rainha para lutar pelo norte contra os Caminhantes Brancos.

Destinada a executar o seu plano de conquistar os Sete Reinos, Dany envia seu exército de Imaculados para tomar Rochedo Casterly, a residência oficial dos Lannister.

Embora a fortaleza seja impenetrável, os Imaculados conseguem entrar no castelo utilizando uma passagem subterrânea secreta que havia sido aberta por Tyrion, sem que Tywin (Charles Dance) soubesse. A empreitada funciona, e em pouco tempo os aliados Targaryen conseguem tomar o Rochedo. No entanto, Verme Cinzento (Jacob Anderson) tem uma desconfiança: ele acha que deveria haver mais homens Lannister, e estranha a pouca quantidade de soldados. E ele está certo...

Emboscada


Ainda em reencontros, Theon (Alfie Allen) desembarca na costa de Pedra do Dragão e é confrontado por Jon. Neste momento, Dany descobre que algo que completa a desconfiança que Verme Cinzento havia expressado: a grande parte do exército Lannister, na verdade, se destinou a Jardim de Cima (a residência oficial dos Tyrell), a fim de atacar. Os leões estão vencendo na Campina com seus novos aliados, os Tarly — liderados por Randyll, pai de Sam, e seu filho mais novo, Dickon (Tom Hopper) —, que antes eram vassalos dos Tyrell. O objetivo do ataque é roubar o ouro, visto que os Tyrell são uma das famílias mais ricas de Westeros.

Depois de cercar Jardim de Cima, Jaime entra no castelo para dar uma 'morte limpa' a Lady Olenna Tyrell (Diana Rigg). Os dois têm um diálogo antes de ela aceitar o vinho envenenado, ciente de seu destino. Mas obviamente, ela não vai sem deixar sua marca: antes de morrer, revela que foi ela quem ordenou a morte de Joffrey, e avisa que quer que Cersei saiba.

Sem pensar duas vezes, Dany decide reunir seus dothraki e atacar os Lannister na Campina, montada em Drogon. É a primeira vez que o exército westerosi presencia a força de um dragão, visto que as criaturas estavam extintas antes do nascimento dos filhos de Daenerys. Neste ataque, Drogon ateia fogo a tudo e todos que vê pela frente, enquanto homens se debatem no chão e são incendiados.

Bronn (Jerome Flynn) resolve utilizar uma arma que havia sido criada por Qyburn (Anton Lesser), supostamente letal contra os dragões: uma enorme besta. Ele mira uma flecha na direção do "terror negro", mas atinge mais ou menos o lugar onde seria a clavícula do bicho, o que serve apenas para enfurece-lo ainda mais.

Quando Daenerys pousa para retirar a flecha que ficou presa em Drogon, Jaime tem a incrível ideia de investir contra mãe e filho, montado em seu cavalo. Por pouco o cavaleiro não é morto, salvo por Bronn. De longe, Tyrion revê o irmão, sentindo algo entre preocupação e remorso. Posteriormente, de volta a Porto Real, Jaime descobre que Cersei está grávida novamente.

Reencontro


Tyrion resolve viajar até Porto Real para uma reunião secreta com o irmão. Os dois falam sobre o "elefante na sala" — a morte de Tywin —, e Tyrion expõe o seu lado, lembrando ao irmão que o pai o mataria mesmo sabendo que não era ele o responsável pela morte de Joffrey. Os irmãos também falam sobre Daenerys e sua campanha para assumir o Trono de Ferro. Tyrion afirma que a mãe dos dragões não quer que Cersei dobre o joelho — pelo menos, não por enquanto. Ele revela ao irmão o seu objetivo de pedir ajuda na luta contra os Caminhantes Brancos.

Neste mesmo reencontro, Davos resolve ir até a Baixada das Pulgas resgatar o maior remador dos Sete Reinos: Gendry (Joe Dempsie). O bastardo de Robert Baratheon é recrutado para também se unir ao time Targaryen, e retorna a Pedra do Dragão junto a Davos e Tyrion.

Esquadrão Suicida


Davos e Gendry se juntam a Jon e Jorah (Iain Glen), e vão para Atalaialeste do Mar, onde deverão se encontrar com Sandor, Beric Dondarrion (Richard Dormer), Thoros de Myr (Paul Kaye) e Tormund (Kristofer Hivju) com um plano genial: atravessar a Muralha e capturar um dos Caminhantes Brancos para provar a Cersei que eles existem e, assim, conseguir o apoio da rainha na iminente batalha. A missão sai terrivelmente mal, quando o grupo se vê cercado e preso no gelo. Gendry corre até Castelo Negro e envia um corvo a Daenerys contando a situação e pedindo ajuda.

A mãe dos dragões monta em Drogon e vai até o extremo norte salvar os homens, ladeada por Viserion e Rhaegal. Quando Jon quase cai no rio congelado, Dany fica para trás para salvá-lo, e isso acaba fazendo com que o Rei da Noite consiga atingir uma das três nobres criaturas com sua lança. Com um grito sufocante e desesperador, Viserion é morto.

Tudo junto e misturado


No posto de líder de Winterfell na ausência de Jon, Sansa envia Brienne para Porto Real a fim de representá-la na grande reunião. Jon, Daenerys, Sandor, Brienne, Tyrion, Podrick, Cersei e Jaime se reúnem no Fosso dos Dragões, quando o wight capturado pelo improvável grupo é exibido para os demais. Cersei é convencido a ajudar por Tyrion, e envia Jaime no comando do exército rumo ao norte, mas depois revela que estava mentindo. Indo contra a irmã, Jaime decide ir mesmo assim.

Winterfell


Bran retornou a Winterfell mais assustador e distante do que nunca, reunido a Sansa. Logo depois disso, Arya retorna e os três estão enfim juntos.

Enquanto isso Mindinho faz de tudo para colocar Arya e Sansa uma contra a outra. As irmãs nutrem uma relação bastante sensível — elas confiam uma na outra ou não? Quando Mindinho faz Arya encontrar uma suposta carta que Sansa teria escrito pedindo a Robb que ajoelhasse ao rei Joffrey e não incitasse a revolta no norte. É claro, Sansa escreveu a carta a força, pressionada por Cersei. E Arya, embora supostamente desconfiada da irmã, aumenta suas desconfianças.

Por fim, Sansa percebe o jogo de poder articulado por Mindinho, e organiza o seu julgamento. Ela revela que descobriu o plano dele de dividir as irmãs, condenando-o à morte — que é executada por Arya, com apoio de Bran. Parece haver paz e concordância entre as irmãs, no fim das contas.

Não tão bastardo assim


Sam chega a Winterfell e se encontra com Bran. Os dois concluem que Jon é um Targaryen, a partir da descoberta que Sam havia feito na biblioteca da Cidadela: Rhaegar (Wilf Scolding) anulou seu casamento com Elia Martell, e casou-se com Lyanna Stark (Aisling Franciosi) secretamente. Isso faz com que Jon seja um filho legítimo, além de ser tio sanguíneo da mãe dos dragões. Descobrimos isso ao mesmo tempo em que Jon e Dany têm um… momento íntimo.

Caiu


A temporada termina com o Rei da Noite montado em um Viserion agora 'zumbi' (wight), destruindo a Muralha e abrindo espaço para o exército de mortos-vivos invadir os Sete Reinos.

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade