0

Ex-funcionária de Robert De Niro é processada em US$ 6 milhões por assistir a Friends no trabalho

Além de assistir a 55 episódios da comédia em quatro dias, ela também fez gastos pessoais milionários no cartão corporativo

20 ago 2019
17h02
atualizado às 18h50
  • separator
  • 0
  • comentários

Se você gosta de assistir um episódio de série escondido no trabalho, é melhor repensar depois dessa...

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

A companhia de Robert De Niro está processando em US$ 6 milhões uma ex-funcionária, acusada de fraude monetária e de fazer maratonas de Netflix durante o horário de trabalho.

Segundo informa a Variety, o processo registrado neste sábado em Nova York acusa a funcionária de passar "tempos astronômicos" assistindo a episódios de série na Netflix durante o trabalho. A empresa alega que ela assistiu a 55 episódios de Friends em um período de quatro dias em janeiro, e posteriormente, em março, maratonou 20 episódios de Arrested Development e 10 episódios de Schitt's Creek.

Além disso, a funcionária — que começou a trabalhar na Canal Productions em 2008 como assistente de De Niro, posteriormente promovida a vice presidente de produções e finanças — teria utilizado as milhas aéreas do ator para viagens pessoais, além de ter registrado contas de hotéis e restaurantes no cartão de crédito corporativo.

"Ver Netflix não era de forma alguma parte das funções relacionadas às responsabilidades [da funcionária] e, até onde entendemos, isso foi feito para sua diversão pessoal em momentos em que ela estava sendo paga para trabalhar."

A Variety relata ainda que o processo afirma que ela gastou mais de US$ 12 mil em um restaurante específico, Paola's Restaurant, em um período de 2 anos, além de cerca de US$ 9 mil no Dean and Deluca e no Whole Foods, e US$ 32 mil em Uber e táxis.

Em seu e-mail de demissão, em abril, Chase Robinson alegou não estar preocupada com as acusações, que afirmou serem "ridículas".

Por via das dúvidas, é melhor deixar para maratonar Friends depois que você já estiver em casa...

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade