0

Estudo revela que super-heróis são mais violentos que vilões

Capitão América é pior que Thanos?

8 nov 2018
15h34
  • separator
  • comentários

Um estudo da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, revelou que os heróis são mais violentos que os vilões.

Foto: Marvel Studios / AdoroCinema

Baseando-se nos maiores filmes do gênero de 2015 e 2016, como Vingadores: Era de Ultron, Esquadrão Suicida e Batman Vs. Superman, os pesquisadores categorizaram os personagens entre heróis e vilões, e avaliaram as ações de cada indivíduo. Aparentemente, os heróis têm 23 atos violentos por hora, comparado com 18 dos inimigos.

Além disso, os protagonistas são vistos lutando, usando armas ou destruindo propriedades quase o dobro de vezes do que os antagonistas. Mas, o pior de tudo é que os heróis matam muito mais do que os vilões: 168 mortes contra 93. A única categoria em que os criminosos ganham é na de tortura e intimidação, com 237 casos para 144.


Os pesquisadores acharam esses números alarmantes, já que super-heróis são considerados bons exemplos para crianças. O professor Robert Olympia, autor da pesquisa, comentou que "Crianças e adolescentes vêem os super-heróis como os 'do bem' e podem ser influenciados pelos comportamentos impulsivos e atos violentos."

Mas calma, isso não significa que os heróis não sejam bons. O estudo não parece considerar o contexto das ações, o que é preocupante. Os heróis normalmente reagem às decisões feitas pelos vilões, então a destruição e violência não são incitadas por eles, mas sim uma resposta ao plano do antagonista. Em Os Vingadores, por exemplo, Nova York não seria tão destruída se Loki (Tom Hiddleston) não tivesse liberado o exército dos Chitauri na cidade.

Vale prestar atenção nos próximos filmes de super-heróis, como Aquaman, que estreia dia 13 de dezembro, e Capitã Marvel, no dia 7 de março, e reparar no que realmente está acontecendo.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade