0

Disney descarta filmes para maiores e atuais séries da Marvel em seu novo serviço de streaming

Nada muda para Demolidor, Jessica Jones e companhia.

9 fev 2018
14h22
  • separator
  • comentários

Se você quiser ver produções proibidas para menores de 18 anos ou as modernas séries da Marvel como Demolidor e Jessica Jones, o vindouro serviço de streaming da Disney não será a melhor das opções. De acordo com informações do Deadline, a plataforma de exibição online do maior império da indústria do entretenimento, prevista para ser lançada em meados do ano que vem, não incluirá as produções supracitadas e deve distribuir inúmeras produções originais por ano.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Como a Disney tornou-se dona da Fox - até o momento, visto que a Comcast manifestou interesse em cobrir a oferta da empresa do Mickey Mouse - em uma bilionária negociação, a companhia utilizará o Hulu para lançar suas obras restritas e manterá as séries da Marvel na Netflix, como garantiu Ted Sarandos, chefe de conteúdo da gigante do streaming. Assim, a oferta do catálogo do vindouro serviço da Disney - que, inicialmente, funcionará apenas nos Estados Unidos e ainda não tem preço de assinatura estipulado - será compatível ao viés familiar da companhia.


Os Defensores não se juntarão à família Marvel no streaming da Disney.

No que tange às produções originais, a Disney pretende lançar por volta de 5 filmes e 5 séries próprias por ano. Ainda segundo a reportagem, os seriados devem custar em média entre US$ 25 milhões e US$ 35 milhões; o orçamento de uma série de 10 capítulos da produtora, no entanto, pode chegar à marca de US$ 100 milhões, quase equivalente ao custo de produção de grande parte dos blockbusters hollywoodianos: dentre as obras televisivas, estariam incluídos projetos como uma versão de High School Musical; uma animação de Monstros S.A.; e duas séries ainda sem título, uma da Marvel e outra do Universo Star Wars.

O lado cinematográfico do streaming, por sua vez, parece estar em um estágio de desenvolvimento mais avançado. Magic Camp e Nicole - com Anna Kendrick, Bill Hader e Shirley MacLaine - já estão praticamente finalizados e prontos para serem lançados, enquanto outras obras promissoras encontram-se em fase de pré-produção. Entre elas, uma adaptação de Dom Quixote escrita por Billy Ray (Olhos da Justiça); uma possível versão live-action para A Dama e O Vagabundo, provavelmente nos moldes de O Rei Leão de Jon Favreau; e A Espada Era a Lei, que será dirigido por Juan Carlos Fresnadillo (Extermínio 2).

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade