7 eventos ao vivo

Comparação do traje das amazonas em Liga da Justiça e Mulher Maravilha causa polêmica

Ainda não se sabe se o controverso uniforme que deixa a barriga das guerreiras à mostra está no corte final do filme de Zack Snyder.

14 nov 2017
14h05
  • separator
  • comentários

Além de sucessivas quebras de recordes com seus impressionantes números de bilheteria e aclamação da imprensa especializada, Mulher-Maravilha quebrou paradigmas em Hollywood. Com direção de Patty Jenkins, o longa-metragem foi o primeiro filme de super-herói comandado por uma mulher realizado em um  momento em que as discussões sobre igualdade de gênero, sexismo e representatividade estão em pauta não apenas em Hollywood, mas na sociedade como um todo.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

A própria existência de um filme como Mulher-Maravilha , bem como seu sucesso comercial, deriva muito do avanço nas discussões contemporâneas sobre gênero. Estamos em 2017 e já passou da hora de desmantelar a ideia de que apenas homens podem salvar o dia. Por conta deste contexto, uma imagem com os bastidores de Liga da Justiça causou polêmica nas redes sociais.

Na foto, atrizes que interpretam amazonas posam diante do Batmóvel durante um intervalo das filmagens de Liga da Justiça. O filme, que estreia no Brasil quarta-feira (15), vai incorporar outras amazonas além de Diana Prince (Gal Gadot), com o retorno de personagens como Hipólita (Connie Nielsen) e Antiope (Robin Wright) em um flashback sobre a história de Temiscira.

Em Mulher-Maravilha as roupas das guerreiras são, na verdade, armaduras funcionais, incluindo o uniforme estilizado utilizado por Gadot, que é bem diferente do traje de pin-up usado por Linda Cardelini na série de TV originalmente exibida entre 1975 e 1979. Na controversa foto do filme comandado por Zack Snyder, o traje das amazonas as deixaria mais vuneráveis num contexto de batalha e mostra muito mais os atributos físicos das mulheres que as interpretam.

No Twitter, uma publicação viralizou ao comparar imagens de Mulher-Maravilha , com direção e figurinos assinados por mulheres, e Liga da Justiça , com direção e figurinos assinados por homens. "Caso você esteja se perguntando: Aqui está uma foto do visual das Amazonas em Mulher-Maravilha... Ao lado, uma foto de como elas são em Liga da Justiça. Os figurinos na primeira foto foram criados por Lindy Hemming, os da segunda por Michael Wilkinson. Demos passos para trás, acho", escreveu a blogueira Atte Timonen em uma postagem curtida por mais de 30 mil pessoas e replicada quase 20 mil vezes.

Em seguinda, Timonen comparou as mudanças no traje da atleta Brooke Ence, que fez sua estreia como atriz em Wonder Woman no papel de Penthiselea e retornou no filme que une os maiores heróis da DC. "Veja Brooke Ence, por exemplo. A primeira foto na esquerda é de Mulher-Maravilha , a do meio é do flashback de Liga da Justiça e a da direita é de Liga da Justiça nos dias de hoje", escreveu.

Em junho deste ano, a figurinista Amanda Weaver, que não está relacionada aos filmes da DC, escreveu uma extensa série de tweets nos quais celebra o trabalho de pesquisa realizado por Lindy Hemming, mostrando como a roupa amazonas em Mulher-Maravilha incorporava muito bem os elementos dos trajes utilizados na cutlura greco-romana clássica. "Ela não usou lingerie fetichista como seu ponto de partida. Ela começou pensando em nas armaduras. Armaduras de verdade", disse. "Sim, o visual de Diana foi estilizado para ficar atraente, mas o figurino é, em primeiro e último lugar, uma armadora. É funcional", disse, em uma thread interessantíssima ( leia o texto completo aqui , em inglês).

Nos debates na internet, houve também quem lembrasse que Zack Snyder costuma tradicionalmente hipersexualizar seus personagens, como os espartanos de 300, o Dr. Manhattan de Watchmen - O Filme. No Universo Estendido da DC, Superman e Batman também exibiram seus atributos físicos para a câmera do diretor, mas os heróis não lutavam seminus. Sem contar que a forma como mulheres e homens historicamente foram representados pela mídia deve ser levada em conta antes de se apontar tratamentos supostamente simétricos.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade