2 eventos ao vivo

7 filmes de Hollywood que foram inspirados em mangás japoneses

Com a estreia de Alita: Anjo de Combate, relembramos algumas destas produções.

16 fev 2019
09h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Os mangás japoneses são um fenômeno ao redor do mundo, com histórias que englobam todos os gêneros e agradam a leitores de todas as idades. O estilo de desenho e a maneira de ler - de trás para frente - são algumas das características que definem os quadrinhos nipônicos. Algumas dessas narrativas foram transformadas em animes, desenhos de televisão que também conquistaram o público em todos os continentes, como Naruto, Sailor Moon e Dragon Ball Z.  Estas histórias e personagens se tornaram tão populares que atingiram a maior cobiça do entretenimento: tornar-se um filme de Hollywood. A mais nova produção baseada em mangás, Alita: Anjo de Combate, chegou aos cinemas nesta última quinta-feira (14). Por isso, o AdoroCinema fez uma lista de sete longas baseados em quadrinhos japoneses: Alita: Anjo de Combate O filme estrelando Rosa Salazar, Alita: Anjo de Combate, é a maior estreia desta última semana. O longa é baseado no mangá de ficção-científica "Gunnm" - ou "Battle Angel Alita" -, que foi publicado de 1990 a 1995. A protagonista Alita, conhecida na versão brasileira e original dos quadrinhos como Gally, é uma ciborgue com cérebro humano que é resgatada do ferro-velho e descobre ser uma mestra das artes marciais. Criado por Yukito Kishiro, o mangá ainda tem duas continuações, "Battle Angel Alita: Mars Chronicle" e "Battle Angel Alita: Last Order". Será que o filme de Robert Rodriguez e James Cameron ganhará uma sequência também? O AdoroCinema gostou do longa, que recebeu três estrelas na crítica. Death Note Lançado pela Netflix, Death Note é baseado na série de mangás escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata. Uma das histórias mais famosas dos quadrinhos japoneses, ela foi publicada de 2003 a 2006 e já foi adaptada em anime, games e filmes para televisão. A versão norte-americana, estrelada por Nat Wolff, Lakeith Stanfield e Willem Dafoe, é a mais recente - e mais criticada. Porém, a escalação de atores brancos para interpretar personagens não-caucasianos e a reação negativa da imprensa não impediram que o serviço de streaming anunciasse uma sequência. A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell Também baseado em quadrinhos japoneses de ficção-científica, A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell estrela Scarlett Johansson no papel da Major Mira Killian - outra polêmica de embraquecimento relacionada a filmes baseados em personagens orientais. Criado por Masamune Shirow, o primeiro capítulo da série de mangás durou dois anos, de 1989 a 1991. No entanto, a conclusão da narrativa só aconteceu em 1996, com o lançamento da última publicação, "Ghost in the Shell 1.5: Human Error Processor". A trama também serviu de influência para outros filmes, livros, programas de televisão e jogos de videogame.  Oldboy - Dias de Vingança Protagonizado por Josh Brolin e Elizabeth Olsen (que voltariam a se encontrar em Vingadores: Guerra Infinita), Oldboy - Dias de Vingança é baseado no mangá escrito por Garon Tsuchiya e ilustrado por Nobuaki Minegishi. Com oito volumes publicados durante 1996 e 1998, a série de quadrinhos japoneses também gerou a aclamada adaptação homônima dirigida por Park Chan-Wook, lançada em 2003 e vencedora do Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes. Astro Boy A única animação da lista, Astro Boy é baseado no mangá criado por Osamu Tezuka, que teve a duração de publicação mais longa desta compilação: 16 anos. De 1952 a 1968, as aventuras do robô herói foram reproduzidas em 18 volumes. Os quadrinhos também geraram séries de televisão e outros filmes - o próximo será o primeiro live-action do personagem. Dragonball Evolution Inspirado em um dos mangás mais populares do mundo, Dragonball Evolution é o único filme live-action da saga de Goku. Com uma série de quadrinhos de 42 volumes publicadas entre 1984 e 1995, a história criada por Akira Toriyama foi fonte para livros, séries de televisão, longa-metragens e jogos de videogame. Atualmente, a saga voltou para os holofotes com o lançamento do longa Dragon Ball Super Broly, um dos maiores hits da franquia. Speed Racer Conhecida no Japão como "Mach Go Go Go", a série de mangás que originou o live-action Speed Racer, dirigido pelas irmãs Wachowski (Sense8), foi criada por Tatsuo Yoshida, lançada nos anos 60. Com apenas dois volumes, os quadrinhos também foram inspiração para duas séries de anime, uma lançada em 1967 e outra em 1997.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade