3 eventos ao vivo

BH terá recorde de blocos, app e circuito gastronômico

Quase 500 blocos prometem levar animação às ruas da capital mineira

2 fev 2018
17h50
  • separator
  • comentários

A velha máxima de que o mineiro come quieto pode estar com os dias contados. Pelo menos no que se refere ao Carnaval, essa fama nem de longe pode ser empregada para retratar quem é natural das Minas Gerais. Em Belo Horizonte, as atrações vão de aplicativo com circuitos de festa e os principais estabelecimentos a um circuito de gastronomia com pratos especiais para quem vai cair na folia.

Foto: Prefeitura de BH / Divulgação

Um exemplo que retrata bem essa “mudança de comportamento” e faz esquecer a maior fama do mineiro pode ser vista nos números que envolvem o período da festa de Momo, a começar pela quantidade de blocos carnavalescos cadastrados pela prefeitura de Belo Horizonte: são 481 no total, isso sem contar os que não estão cadastrados. O número é maior do que o contabilizado pela prefeitura do Rio de Janeiro e por pouco não supera São Paulo, onde 491 blocos passarão pelos circuitos paulistanos.

A estimativa da Belotur (Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte) é que o número de turistas supere em 20% o registrado em 2017 e mais de 3,6 milhões de pessoas visitem a capital mineira apenas nos quatro dias de festa. Vale lembrar, aliás, a festa por aqui começou oficialmente no dia 27 de janeiro e se estenderá até o dia 18 de janeiro. A empresa também espera o incremento de cerca de R$ 640 milhões na economia da cidade.

Para oferecer um Carnaval que faça jus às expectativas do mais exigente folião, a prefeitura de BH conseguiu quase R$ 3,6 milhões em patrocínios. Uma das marcas parceiras, por exemplo, promete levar uma cachoeira para os foliões. No ano passado a mesma empresa instalou um tobogã em pleno centro da cidade e disponibilizou ônibus em vários pontos da cidade passando pelos principais circuitos de festa.

Foto: Prefeitura de BH / Divulgação

Aplicativo mostra atrações e estabelecimentos credenciados

É verdade que usar o telefone celular durante as brincadeiras não é a recomendação mais segura, no entanto, um aplicativo para smartphone deve facilitar muito a vida de quem não conhece tanto assim os circuitos oficiais ou não tenha ideia de como ou para onde ir.

O aplicativo “Carnaval de Belo Horizonte Oficial” está disponível para sistemas operacionais Android e iOS e servirá como uma bússola.

Estações para embarque e desembarque serão criadas por um aplicativo de transporte de passageiros. A intenção é tornar mais prático e rápido com os motoristas parceiros o acesso dos foliões aos locais de festa.

Foto: Prefeitura de BH / Divulgação

Carnaval Gastronômico

Algum desavisado que tentar "brincar" com um mineiro bairrista dizendo que Minas não tem mar, vai ouvir como resposta que não tem mar, mas tem bar. E bares que buscam fugir do trivial cerveja gelada com tira-gosto. A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) espera aumentar as vendas neste período com o "Carnaval Gastrô".

O famoso e simbólico feijão tropeiro virou "Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Feijão" e um prato de carne seca desfiada foi batizado como "Jabá Porta Bandeira" em dois dos 38 estabelecimentos participantes do circuito. Além de criatividade, os pratos também terão preços mais módicos que variam entre R$ 10 e R$ 59.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade