0

Roma batiza trecho de rua ao longo do rio Tibre com nome de Fellini

Espaço na Lungotevere fica perto da Piazza Maresciallo Giardino

27 mai 2020
15h16
atualizado às 17h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A cidade de Roma batizou um trecho da avenida Lungotevere, localizada ao longo do rio Tibre, com o nome do cineasta italiano Federico Fellini (1920-1993), cujo centenário de nascimento é celebrado neste ano.

Espaço na Lungotevere fica perto da Piazza Maresciallo Giardino
Espaço na Lungotevere fica perto da Piazza Maresciallo Giardino
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A medida foi decidida nesta quarta-feira (27) pelo comitê de nomes das ruas do conselho da capital italiana e diz respeito ao espaço perto da Piazza Maresciallo Giardino.

"Uma parte da Lungotevere em Roma será nomeada em homenagem a Federico Fellini. Uma homenagem a esse grande artista que celebrou nossa cidade em seus filmes, tornando-a protagonista de algumas cenas memoráveis e inesquecíveis do cinema italiano", escreveu a prefeita de Roma, Virginia Raggi, em sua conta no Twitter.

Fellini nasceu em 20 de janeiro de 1920, em Rimini, na Emília-Romanha, e morreu em 31 de outubro de 1993, em Roma. Ele foi um diretor de cinema e roteirista conhecido por seu estilo distinto, que mistura fantasia e imagens barrocas, além de ser reconhecido como um dos maiores e mais influentes cineastas de todos os tempos.

Entre seus filmes de maior sucesso, destaca-se "A Doce Vida", no qual a Fontana di Trevi foi eternizada por Anita Ekberg. O longa lhe rendeu a Palma de Ouro e a conquista de quatro prêmios de 12 indicações ao Oscar. Além disso, ele dirigiu "Oito e Meio", "Amarcord", "Noites de Cabíria" e "A Estrada".

Para o líder da Associazione Nazionale Industrie Cinematografiche Audiovisive Multimediali (Anica), Francesco Rutelli, a nomeação " é uma excelente escolha"'. Segundo ele, Giuletta Masina, falecida esposa de Fellini, havia lhe dito que era o desejo de seu marido colocar seu nome em um trecho da Lungotevere, "um espaço aberto, em um diálogo entre o céu, o rio e as árvores movidas pelo vento".

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade