0

Personalidades lamentam morte de Ennio Morricone

Compositor e maestro italiano faleceu aos 91 anos na Itália

6 jul 2020
07h41
atualizado às 07h50
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após a morte de Ennio Morricone, 91 anos, inúmeras personalidades da política e do mundo das artes lamentaram a perda de um dos maiores compositores italianos da história.

Morte de Ennio Morricone repercutiu tanto entre o mundo artístico como na política
Morte de Ennio Morricone repercutiu tanto entre o mundo artístico como na política
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

"A morte de Ennio Morricone nos priva de um artista ilustre e genial. Musicista que unia o refinado e o popular, deixou uma marca profunda na história da música na segunda parte dos anos 1900. Através de suas trilhas sonoras, contribuiu grandemente para difundir e reforçar o prestígio da Itália no mundo. Desejo que chegue à família do maestro os meus profundos pêsames e sentimentos de afetuosa proximidade", afirmou o presidente da Itália, Sergio Mattarella.

Também o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, se manifestou pelo falecimento e destacou que o artista "sempre será lembrado, com infinito reconhecimento, o gênio" que ele era. "Nos fez sonhar, nos emocionou, nos fez refletir escrevendo notas memoráveis que permanecerão indeléveis na história da música e do cinema".

Ainda na política italiana, os líderes de partidos e grupos políticos das mais variadas vertentes se manifestaram e lamentaram a morte de Morricone em tom uníssono, falando sobre a perda de um dos maiores italianos de todos os tempos.

O diretor musical da Orquestra Sinfônica de Chicago, Riccardo Muti, ressaltou que seu compatriota era um "musicista extraordinário, não só pelas músicas de filmes, mas também por suas composições clássicas". "Um maestro pelo qual nutria amizade e admiração. Nos fará falta como homem e como artista", pontuou.

Através das redes sociais, o teatro La Fenice, de Veneza, afirmou que o maestro "nos deixa, mas não nos abandona" porque "toda a sua narração musical é incancelável [...] e viverá com todos pela eternidade".

"O meu mais doloroso adeus ao maestro Ennio Morricone. Nos anos de ouro da RCA, ele compôs e fez os arranjos para muitas das minhas músicas. Obrigada, maestro", escreveu no Twitter a cantora italiana Rita Pavone.

Outro expoente da música italiana, Vasco Rossi, lamentou o óbito e ressaltou que "o privilégio do artista é morrer sabendo que nunca morrerá".

A atriz italiana Monica Bellucci lembrou da capacidade do italiano de "criar a beleza".

"Há pessoas que tem a capacidade de tornar o mundo melhor porque são capazes de criar a Beleza. Ennio Morricone, com a sua música, nos eleva para o alto, onde precisamos tanto ir para ainda poder acreditar na nobreza da alma", afirmou a artista.

A Bienal de Veneza, que deu o Leão de Ouro para Morricone em 1995, lamentou "profundamente" a morte do maestro.

Também nas redes sociais, inúmeros usuários lamentam a morte do músico e compositor italiano.

Veja também:

Parque de ferromodelismo é inaugurado sob pista de esqui na Alemanha
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade