0

Mostra sobre São Francisco na arte italiana é aberta no Rio

116 mil pessoas visitaram exposição em Belo Horizonte

6 nov 2018
10h03
  • separator
  • comentários

Depois de levar 116 mil pessoas à Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte (MG), a exposição "São Francisco na Arte de Mestres Italianos" chega nesta terça-feira (6) ao Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro.

Embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, e o Presidente da Casa Fiat de Cultura, João Batista Ciaco
Embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, e o Presidente da Casa Fiat de Cultura, João Batista Ciaco
Foto: Ansa / Ansa - Brasil

Sob curadoria do italiano Giovanni Morello, especialista em história da arte que idealizou várias exposições na Itália e no Vaticano, a mostra apresenta as fases mais relevantes da representação de São Francisco, santo católico que inspirou o nome do atual Papa.

A exposição, que também conta com o olhar do professor Stefano Papetti, diretor da Pinacoteca Cívica de Ascoli Piceno, reúne 20 obras dos períodos renascentista e barroco, de autores reconhecidos em todo o mundo, como Tiziano, Perugino e Guido Reni. Os quadros são provenientes de 15 museus italianos e de uma coleção particular de Nova York.

A mostra conta também com uma sala de realidade aumentada para transportar os visitantes até a Basílica Superior de Assis, na Itália, que abriga obras-primas de Giotto. Ela estará em cartaz até 27 de janeiro de 2019, com ingressos a R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia), mas com entrada gratuita aos domingos.

"São Francisco na Arte de Mestres Italianos" é resultado da colaboração entre instituições brasileiras e italianas, a fim de promover a arte e a cultura, além de estreitar relações entre os dois países. A mostra é uma realização conjunta da Casa Fiat de Cultura e do Museu Nacional de Belas Artes, em parceria com a Embaixada da Itália no Brasil.

"Esperamos que o público do Rio de Janeiro desfrute da beleza e do carisma destas obras. Em Belo Horizonte, onde estiveram expostas antes de virem para cá, atraíram um público recorde", ressalta João Batista Ciaco, presidente da Casa Fiat de Cultura.
   

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade