PUBLICIDADE

Ministros aprovam declaração do G20 da Cultura por unanimidade

Documento tem 32 pontos sobre retomada e investimentos no setor

30 jul 2021 12h49
| atualizado às 13h04
ver comentários
Publicidade

O ministro dos Bens Culturais da Itália, Dario Franceschini, informou nesta sexta-feira (30) que a declaração final do G20 sobre a cultura foi aprovada por unanimidade.

G20 da Cultura aprovou Declaração de Roma, informou Franceschini
G20 da Cultura aprovou Declaração de Roma, informou Franceschini
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

As reuniões dos políticos ocorreram no Palazzo Barberini, em Roma.

"Foi aprovada por unanimidade a Declaração de Roma dos ministros do G20 da Cultura. Não é uma declaração simbólica, mas um documento de 32 pontos que foi estudado e debatido por meses entre os países. Nós precisamos ficar muito orgulhosos porque se falará disso por muitos anos como um ponto de partida. Assim, introduzimos a cultura nos trabalhos do G20", afirmou Franceschini.

Segundo o G20, entre os principais pontos abordados pelos ministros, estão o apoio aos trabalhadores do setor da cultura nos países, a proteção dos bens culturais e o combate ao tráfico de obras de arte, além de colocar o setor como uma das principais forças para o crescimento econômico dos países.

Além disso, como no evento que marcou a abertura da reunião nesta quinta-feira (29) no Coliseu, os políticos debateram as ações para a retomada após a pandemia de Covid-19, já que esse foi um dos setores mais afetados por conta das restrições sanitárias.

A Itália, que está na presidência rotativa do G20, foi uma das principais forças para a realização desse tipo de cúpula no grupo, sendo que essa é a primeira vez na história que os ministros do bloco se reúnem para debater a cultura. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade