PUBLICIDADE

Jared Leto diz ter inalado gás lacrimogêneo em protesto em Roma

11 out 2021 16h10
| atualizado às 18h52
ver comentários
Publicidade

O ator e cantor norte-americano Jared Leto, de 49 anos, afirmou ter ficado preso no meio da multidão de manifestantes antivacina que tomaram às ruas de Roma, no último fim de semana, e contou que inalou gás lacrimogêneo durante os confrontos entre o grupo e a polícia italiana.

Jared Leto estava em Roma, palco de protestos violentos
Jared Leto estava em Roma, palco de protestos violentos
Foto: EPA / Ansa - Brasil

"Fiquei preso em um protesto na Itália", escreveu Leto na legenda de um dos vídeos compartilhados em seu Instagram.

Inicialmente, o norte-americano ficou sem entender o que estava acontecendo, mas depois perguntou e filmou parte do protesto. 

"Pelo que entendi dizia respeito à obrigação da vacina e do passaporte de vacinação. Inalei gás lacrimogêneo e dei a noite por encerrada", acrescentou o artista.

Na gravação, compartilhada nos stories da conta de Leto na rede social, é possível ver os militantes gritando e batendo em veículos e sendo abordados por agentes italianos, que tentavam dispersar a multidão.

No último fim de semana, uma multidão antivacina tomou às ruas de Roma para protestar contra o uso do certificado sanitário da Covid-19 e protagonizou momentos de tensão e confrontos com a polícia.

Em sua publicação, Leto não deu mais detalhes sobre a manifestação e também não explicou o motivo de sua presença no país europeu. No entanto, o ator é um dos escalados para o filme "House Gucci", drama policial repleto de poder, paixão e morte, que levou ao assassinato de Maurizio Gucci, empresário e presidente da grife italiana, que traz Lady Gaga como protagonista.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade