PUBLICIDADE

Assistente diz que não inspecionou arma antes de dar a Baldwin

27 out 2021 18h53
| atualizado às 19h53
ver comentários
Publicidade

O diretor assistente do filme 'Rust', Dave Halls, admitiu que não checou todas as balas da arma que entregou ao ator Alec Baldwin antes da tragédia que levou à morte da diretora de fotografia, Halyna Hutchins, no set de filmagem.

Tragédia ocorreu durante gravações do filme 'Rust'
Tragédia ocorreu durante gravações do filme 'Rust'
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A declaração foi dada durante depoimento à polícia publicado no relatório elaborado após os interrogatórios. Os investigadores coletaram 600 itens no set de Rust, incluindo três armas e cerca de 500 munições.

Também foi recuperada a bala disparada da arma que matou Hutchins e feriu o diretor Joel Souza. "Os fatos são claros: a arma dada a Alec Baldwin" estava carregada com balas ativas e "estamos tentando descobrir como a munição de verdade chegou ao set", explica o xerife do condado de Santa Fé, Adan Mendoza.

De acordo com Mendoza, o projétil de chumbo foi recuperado do ombro de Souza, que também foi atingido no incidente, pela equipe médica.

Halls contou no depoimento que a armeira do filme, Hannah Gutierrez-Reed, entregou a arma aberta para que ele a inspecionasse, mas ele não checou todos os cartuchos, segundo o jornal "The New York Times".

"Ele avisou que deveria ter checado todas elas, mas não checou, e não conseguia se lembrar se ele girou o tambor da arma", diz o registro do depoimento, segundo a publicação.

O diretor assistente foi o responsável por afirmar a Baldwin que a arma era "fria", termo usado para dizer que é segura. Reed, por outro lado, é a jovem de 24 anos encarregada da segurança de armas no set.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade