PUBLICIDADE

Adiada em 1 ano, Bienal de Arquitetura de Veneza confirma início

Mostra acontece entre os dias 22 de maio e 21 de novembro

12 abr 2021
10h32 atualizado às 10h41
0comentários
10h32 atualizado às 10h41
Publicidade

A organização da Bienal de Arquitetura de Veneza confirmou nesta segunda-feira (12) que o evento começará no próximo dia 22 de maio, com presença de público.

Capela projetada pela arquiteta brasileira Carla Juaçaba na Bienal de Arquitetura em 2018
Capela projetada pela arquiteta brasileira Carla Juaçaba na Bienal de Arquitetura em 2018
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A mostra estava marcada para o ano passado, porém acabou adiada para 2021 em função da pandemia do novo coronavírus, que já infectou quase 4 milhões de pessoas e deixou mais de 110 mil mortos na Itália.

A 17ª Mostra Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza, nome oficial da exposição, acontecerá até 21 de novembro, com o tema "How will we live together?" ("Como viveremos juntos?", em tradução livre) e sob curadoria do arquiteto libanês Hashim Sarkis.

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, Sarkis disse que a pandemia tornou a pergunta posta pela exposição ainda mais relevante. "Ainda que de certa maneira irônica, tendo em vista o isolamento imposto", declarou o curador.

A bienal terá participação de 63 países, sendo que quatro vão estrear no evento: Azerbaijão, Granada, Iraque e Uzbequistão. O pavilhão brasileiro, sob responsabilidade da Fundação Bienal de São Paulo, terá como tema as "utopias da vida comum".

Além disso, a arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi (1914-1992) será homenageada com um Leão de Ouro póstumo pelo conjunto de sua obra.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade