PUBLICIDADE

Atenção! Fogo sem autorização por perto nunca é bom sinal

17 set 2018 14h35
ver comentários
Publicidade

Quem é do campo sabe que o fogo, quando utilizado com consciência e dentro da Lei, pode ser um grande aliado. Desde que preparada com orientação, ainda no período chuvoso e de forma bem manejada, uma queimada ajuda a aprontar a terra para a plantação e até contribui para a manutenção de alguns ecossistemas.

Existe, porém, um outro lado dessa história, bem mais preocupante: a utilização do fogo indiscriminadamente ou sem a permissão das autoridades ambientais competentes.

Queimada irregular é crime. Para informações, denúncias ou ocorrência, acesse brasil.gov.br/queimadas
Queimada irregular é crime. Para informações, denúncias ou ocorrência, acesse brasil.gov.br/queimadas
Foto: xp33gt - iStock

Nos meses de junho a outubro, quando a vegetação está mais seca, por exemplo, queimadas se propagam com rapidez e letalidade, com chances de tornarem-se incontroláveis e causar prejuízos incontáveis, além de devastação e morte.

Incinerar lixo, resíduos de poda, vegetação em beira de estradas e rodovias e fazer a limpeza de terrenos para agropecuária ou construção civil são algumas das atividades que podem terminar em catástrofes. 

E, infelizmente, exemplos malsucedidos não faltam, em especial nas chamadas Unidades de Conservação, como o Cerrado, onde o fogo utilizado inapropriadamente sai facilmente de controle. Por isso, quem mora no interior ou no entorno destas regiões precisa ter um cuidado extra.

Existem ações preventivas incentiváveis, como queimas controladas e aceiros, previamente escolhidos com a intenção de consumir o combustível e formar mosaicos na região, a fim de dificultar a propagação de incêndios.

Entretanto, é importante lembrar que estas ações são realizadas antes do período de seca, quando terminam as condições necessárias de controle.

1.180 brigadistas destacados

Cerca de 25 Unidades de Conservação Federais trabalham hoje com técnicas de Manejo Integrado de Fogo, que visam reduzir o investimento econômico, logístico e de pessoal que estas grandes queimas consomem.

O Governo Federal tem feito sua parte. Neste ano, foram destacados nada menos do que 1.180 mulheres e homens, em 101 Unidades de Conservação, além de aeronaves Air Tractor e uma aliança com outros órgãos como Corpo de Bombeiros, Ibama e brigadas voluntárias.

Lembre-se! Queimada irregular é crime e pode causar prejuízos imensos não só para quem faz, como para toda a sociedade.  Portanto, ao precisar praticar uma queima em sua propriedade, procure orientação: acesse brasil.gov.br/queimadas e, em caso de incêndio, ligue imediatamente para o número 193.

Fonte: TC
Publicidade
Publicidade