PUBLICIDADE

MC Livinho lança música com reflexões da desigualdade social

Nova música de trabalho do cantor tem como intuito conscientizar jovens sobre a vida no crime

2 jun 2022 21h10
| atualizado em 3/6/2022 às 15h48
ver comentários
Publicidade
MC Livinho lançou novo som
MC Livinho lançou novo som
Foto: Reprodução/Facebook

"Um apelo para conscientizar a população que a vida no crime não vale à pena." Foi assim que surgiu a nova música de trabalho do Mc Livinho, Pare de Chorar, Mãe. O single retrata a história de incontáveis mãs brasileiras que sofrem e lamentam por seus filhos que vão para o mundo do crime.

"Veio de referências e histórias reais, de amigos próximos, além de familiares que tiveram experiências negativas neste universo. Os jovens que se veem deslumbrados por uma vida melhor e com resultados rápidos, mas terminam perdendo a vida, e o que resta são as lamentações de suas mães e familiares que ficam", diz o cantor, em entrevista ao Estadão.

O principal objetivo de Pare de Chorar, Mãe é mostrar a realidade de jovens que vivem em comunidades e que, muitas vezes, por falta de perspectiva de um futuro digno, da desigualdade social, acesso à edução e outros fatores, acabam entrando para a vida do crime e das drogas. A letra da canção fala das mães desses jovens, que sofrem com essas tragédias que são tão comuns nas grandes cidades.

Mesmo que, na maioria das vezes, essa seja uma história trágica e triste, Mc Livinho quer deixar uma mensagem positiva com a música e quer que ela faça os jovens refletirem: "Espero que toque no coração dos jovens para eles refletirem sobre o caminho que pretendem trilhar".

"Mesmo com todas as dificuldades para quem nunca teve muitas oportunidades ou uma vida financeira estruturada, é possível seguir o caminho certo e lutar pelos seus sonhos", fala.

Nos últimos dias, Livinho usou seu perfil no Instagram para anunciar o novo lançamento e fez uma ação com mães reais que vivenciaram o que a letra da canção traz. Em um dos vídeos, Virgínia, mãe de Vagner Daniel, conta que o filho foi 26 vezes para a Fundação Casa, antiga Febem.

"Mais do que lançar apenas uma música, o projeto incluiu promover esses vídeos para passar uma comunicação mais direta. Uma mensagem que, de fato, toque a população. Encorajar mães que perderam seus filhos a deixarem o medo, contarem suas histórias, expressarem sua dor, e que através da mídia e das redes sociais isso possa chegar aos jovens", diz Mc Livinho.

O cantor explica que além de encorajar as mães a contarem suas histórias, os vídeos têm como objetivo tentar tocar esses jovens e fazer com que eles "não entrem na vida do crime e da violência".

"A ideia é que eles sejam tocados por essas mensagens, evitando que o pior aconteça, e, claro, proteger as mães de viverem histórias semelhantes às contadas nos relatos dos vídeos", fala.

Conhecido por músicas como Ela é Espetacular, Hoje Eu Vou Parar Na Gaiola e Na Ponta do Pé, Mc Livinho fala que esse single é como um passo à frente em sua trajetória como músico e cidadão.

"Significa um novo passo na minha carreira musical, mas também como cidadão que se preocupa com questões sociais, de desigualdade no País e que torce por um futuro melhor, sem violência e de paz para todos. Tenho evoluído e aprendido a cada dia. Um dos meus objetivos é que minha arte transforme a vida de milhares de jovens de periferia, que buscam todos os dias por uma vida melhor... Assim como transformou a minha e de muitas pessoas", conta.

Estadão
Publicidade
Publicidade