PUBLICIDADE

Veja 5 mitos sobre veganismo e saiba mais sobre o movimento

Ter dúvidas sobre veganismo é comum, e também há interpretações equivocadas. Aqui listamos 5 mitos comuns e vamos falar um pouco sobre eles

12 mai 2022 05h00
| atualizado em 13/5/2022 às 11h21
ver comentários
Publicidade
Foto: Vegano Periférico

O movimento vegano vem crescendo ano após ano e ganhando adeptos pelo mundo todo. Com o crescimento dessa causa extremamente importante, algumas dúvidas vão surgindo, e isso é normal. Infelizmente, muitas notícias acabam passando uma imagem distorcida do que realmente é o veganismo.

Por isso, estamos aqui com uma lista de 5 mitos para quebrar algumas crenças em torno da causa. A nossa intenção é mostrar o quão possível é se tornar vegano, e que, além de necessário, é muito viável contribuir para um mundo sem a exploração de animais.

1️⃣ VEGANOS PRECISAM DE MUITOS SUPLEMENTOS

Essa afirmação é um mito! Veganos não precisam tomar mais suplementos do que quem consome produtos de origem animal. Uma alimentação sem nada de origem animal fornece todos os nutrientes que necessitamos. A única vitamina que não é possível encontrar numa alimentação vegana é a B12, que é de origem bacteriana. Mas a falta de B12 não ocorre só em veganos, segundo dados publicados no Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, 60% da população pode ser deficiente em vitamina B12. Além da deficiência de B12 não ser exclusividade de veganos, a farinha de trigo é fortificada com ferro e ácido fólico e o sal recebe iodo, essas medidas foram tomadas para corrigir deficiência de nutrientes em todas as populações.

2️⃣ VEGANOS SÓ COMEM SALADA

Associar o veganismo ao consumo estrito de salada é um grande equívoco. Os veganos comem o que quiserem, desde que não contenha nada de origem animal. Comem massa, fritura, bolo, torta, donuts, bolinho de chuva, bolacha, pastel, tomam cerveja, bebidas gaseificadas, qualquer coisa. Essa ideia de que vegano só come salada é um estereótipo que não condiz com a realidade. Aliás, tem veganos que nem de salada gostam. Contudo, como achamos importante uma alimentação menos nociva, optamos por comer mais frutas, legumes e vegetais. Mas isso não é uma regra.

3️⃣ VEGANOS TÊM FALTA DE PROTEÍNAS

Esse é um grande mito! É comum achar que uma alimentação sem nada de origem animal não fornece a quantidade necessária de proteínas, mas isso é um equívoco. Para atingir a quantidade necessária de proteínas em qualquer alimentação é só ingerir a quantidade de calorias necessária por dia. Não há necessidade de buscar alimentos desconhecidos ou inacessíveis para substituir a carne, o leite e os ovos. O feijão, a lentilha e o grão-de-bico, por exemplo, são excelentes fontes de proteínas vegetais. O que vai determinar a quantidade de proteínas que vamos ingerir não é a dieta adotada, mas a composição do que consumimos ao longo do dia. Uma combinação simples de leguminosas (feijões ou grãos em geral) com cereais (arroz, milho, etc) contém todos os aminoácidos essenciais. Não precisa de uma preocupação extrema, se alimentar com o básico é o suficiente.

4️⃣ SE TORNAR VEGANO É MUITO DIFÍCIL

Isso também é um mito. Apesar de parecer muito difícil, na prática não é. Claro que precisamos considerar que alimentos de origem animal são viciantes ao paladar e que abandoná-los requer um pouco de esforço. Toda mudança de hábito tem seu processo, mas se fizer a transição de forma gradual, ir adicionando outros alimentos, aprendendo a fazer novas receitas e se informar sobre a exploração animal, vai facilitar muito. É importante compreender a exploração animal e seus impactos, isso nos ajuda a ter consciência e facilita muito a mudança. Assista no YouTube: Terráqueos, Dominion, What The Health.

5️⃣ VEGANOS TÊM DIFICULDADE PARA GANHAR MASSA MUSCULAR E EMAGRECEM COM MAIS FACILIDADE

Esse é outro mito bastante comum, mas a realidade é que qualquer forma de se alimentar pode engordar ou emagrecer. Ao se tornar vegano você pode ganhar ou perder peso, tudo depende da forma em que a alimentação é conduzida. Entretanto, uma alimentação sem nada de origem animal naturalmente é bem menos calórica e pode levar a redução de gordura corporal, porque carnes, leite e ovos tem grande concentração de gordura. Mas tudo é relativo e cada caso é um caso.

Outro mito é em relação à massa muscular. O ganho de massa muscular depende de exercícios de força alinhados a uma alimentação balanceada com boas fontes de proteínas, e já vimos que uma alimentação vegana fornece quantidades suficientes de proteínas. Há muitos atletas de alto desempenho hoje que são veganos, e relatam uma melhora na performance, a recuperação muscular e a disposição para treinar. Um bom documentário para assistir é: Dieta de Gladiadores. Um documentário muito importante e que quebra totalmente esse mito da massa muscular e do esporte no meio vegano.

Vegano Periférico Leonardo e Eduardo dos Santos são irmãos gêmeos, nascidos e criados na periferia de Campinas, interior de São Paulo. São midiativistas da Vegano Periférico, um movimento e coletivo que começou como uma conta do Instagram em outubro de 2017. Atuam pelos direitos humanos e direitos animais por meio da luta inclusiva e acessível, e nos seus canais de comunicação abordam temas como autonomia alimentar, reforma agrária, justiça social e meio ambiente.
Publicidade
Publicidade