PUBLICIDADE

Churrasco vegano: espeto de legumes com soja defumada

Não é preciso largar o churrasco ao se tornar vegano, é só mudar o preparo e usar a criatividade.

20 jul 2022 - 05h00
Ver comentários
Proteína de soja defumada, abobrinha, cebola e batata no espeto
Proteína de soja defumada, abobrinha, cebola e batata no espeto
Foto: Vegano Periférico

Assar carne na grelha faz parte da cultura brasileira e está presente em quase todas as comemorações entre periferias, favelas e regiões centrais, muda-se o tempero e o preparo, mas a essência é a mesma.

O churrasco está tão presente e afincado em nossa cultura, que a maioria das brasileiras e brasileiros nem cogitam largar a carne por conta dele.

Nós amávamos churrasco, estavamos em todos, adorávamos carne cheia de gordura e malpassada. Não tínhamos ideia do que estava por trás daqueles pedaços assados numa tarde ensolarada de um final de semana festivo.

Para nós, não existia nada mais natural do que se juntar com a rapaziada e assar algumas peças de carne, linguiça e frango. Foram 20 anos fazendo isso.

O que nunca imaginamos, era que seres inocentes, idênticos aos nossos cães e gatos, capazes de sentir dor, fome, frio, medo e até saudade eram assassinados para gerar alguns quilos de carne, que seriam consumidos em 2 horas e boa parte seria descartada no lixo- porque esfriou ou todo mundo tá cheio. 

Quando tivemos contato com a forma que os animais são tratados na indústria, não pensamos duas vezes antes de abrir mão de consumir produtos de origem animal.

Mesmo sem consumir carne, leite e ovos, não abandonamos o churrasco e o prazer de assar alimentos numa grelha com carvão.

É tão cruel a forma como os animais são tratados na produção dos alimentos, que mesmo que não pudéssemos mais comer churrasco, não voltaríamos atrás, mas essa não é a realidade, então vamos ensinar o que costumamos fazer para não deixar de participar de um churrasco.

O que não pode faltar no nosso churrasco é um bom espeto de legumes com proteína de soja defumada. Pode parecer estranho para muita gente, mas é só tirar da churrasqueira depois de pronto que as pessoas ficam espantadas com a textura e o sabor dos legumes defumados. 

Proteína de soja defumada, tomate cereja, batata e abobrinha na grelha
Proteína de soja defumada, tomate cereja, batata e abobrinha na grelha
Foto: Vegano Periférico

Receita para o espeto:

Abobrinha

Tomate

Batata (qualquer uma)

Cebola

Proteína de soja graúda

Páprica defumada

Fumaça em pó

Limão 

Shoyu 

Sal

Chimichurri

Passo a passo: 

1. Hidrate a soja em água com shoyu, chimichurri, limão, páprica defumada e fumaça em pó, e deixe descansar por 15 minutos, depois jogue a água fora, tenta tirar o máximo de água da soja e tempera com os mesmo temperos que usou na água. Reserve em um recipiente ou saquinho e deixe na geladeira de um dia para o outro.

2. Coloque água para esquentar, assim que ferver, coloque as batatas e deixe por uns 6 a 8 minutos, cuidado para não cozinhar demais. Assim que encerrar o cozimento faça o mesmo processo de tempero da soja e leve para a geladeira.

3. Corte a abobrinha em uma espessura não tão fina, mais ou menos 1 cm. Corte o tomate ao meio ou use tomate cereja (dependendo do preço na sua região). Fatie pedaços de cebola em uma espessura que dê pra colocar no palito ou use a cebola pérola, aquela menorzinha (é até mais indicada para o espeto).

4. Deixa os legumes marinando na geladeira com shoyu, chimichurri, páprica defumada, fumaça em pó e limão. O mesmo que foi feito com a soja e as batatas.

5. No dia seguinte, coloque a soja e os legumes que ficaram marinando na geladeira com delicadeza no palito e passe alguma gordura de origem vegetal em cima dos espetos antes de levar para a churrasqueira. Depois é só esperar assar e pronto. 

Se liga: 

Churrasco não é apenas alimentos assados na grelha, tem todo um acompanhamento para deixar esse momento ainda mais completo.

Foto: Vegano Periférico

Num bom churrasco não pode faltar uma vinagrete bem feita e bem temperada, um arroz branco bem cozido, uma farofa bem recheada, um pão de alho sem leite, uma salada de batata ou maionese de batata, pão francês fresquinho (verificar se não tem ovos, leite ou banha na composição) e todos os tipos de bebidas que não contém nada de origem animal.

 

Vegano Periférico Leonardo e Eduardo dos Santos são irmãos gêmeos, nascidos e criados na periferia de Campinas, interior de São Paulo. São midiativistas da Vegano Periférico, um movimento e coletivo que começou como uma conta do Instagram em outubro de 2017. Atuam pelos direitos humanos e direitos animais por meio da luta inclusiva e acessível, e nos seus canais de comunicação abordam temas como autonomia alimentar, reforma agrária, justiça social e meio ambiente.
Publicidade
Publicidade