PUBLICIDADE

Projeto faz taekwondo chegar forte na periferia de Recife

'Artes Marciais - Resgatando Vidas' é o projeto que faz jus ao nome em comunidade do Alto Santa Isabel, periferia da zona norte de Recife

24 jun 2022 05h00
ver comentários
Publicidade
Sede do projeto no Conselho de Moradores do Alto Santa Isabel, no bairro de Casa Amarela, zona Norte do Recife-PE.
Sede do projeto no Conselho de Moradores do Alto Santa Isabel, no bairro de Casa Amarela, zona Norte do Recife-PE.
Foto: Suellen Barbosa.

O Taekwondo é uma arte marcial que teve origem na Coreia do Sul, e trata-se de um esporte de combate sem armas, que utiliza técnicas para defesa pessoal, utilizando as mãos e punhos, além de chutes voadores, esquivas e interseções de golpes com as mãos, braços ou pés. O objetivo é a destruição do oponente. Bastou uma rápida pesquisa e já foi possível encontrar inúmeras definições, conceitos e explicações sobre essa prática esportiva.

Cristiano Isídio da Silva, o Mestre Cristiano, acrescenta à definição que o taekwondo é também  "transformação pessoal e social”. Ele iniciou no esporte aos 9 anos, e já são 24 anos de prática e dedicação, que renderam vários motivos de orgulho, “Tive uma fase brilhante quando era criança, mesmo sem muitos recursos e investimento", conta.

Em 2006, foi vice-campeão na competição Norte-Nordeste. Em 2007 e 2008, conquistou o bicampeonato brasileiro, na categoria colorida júnior, até 58 kg. Em 2012 foi campeão do campeonato pernambucano, e do Natal Open. Dentre várias outras conquistas em competições a nível  estadual e nacional.

Morador do Alto Santa Isabel, área periférica da zona norte do Recife. O próprio Cristiano, iniciou seu contato com o esporte através de programas como o Escola Aberta - iniciativa que apoia a abertura, nos finais de semana, de escolas públicas de educação básica localizadas em territórios de vulnerabilidade social, promovendo atividades esportivas, pedagógicas e culturais para toda a comunidade.

Outra ação de grande importância em sua trajetória foi o projeto social Garimpando Campeões, iniciativa que atua na comunidade do Alto Santa Isabel, neste mesmo propósito, fazer da prática esportiva um ato de transformação social, há cerca de 22 anos.

Foi buscando qualificação nessa e em outras modalidades esportivas, que o Mestre percebeu seu talento, para além da prática, o amor pelo taekwondo revelou, também, o talento para ensinar, para contagiar outras pessoas. 

E seguindo o exemplo de seus Grão Mestres, Marcos José, Israel Paiva e de outras diversas inspirações, que o Mestre Cristiano deu início a um novo propósito, oferecer seu tempo e conhecimento, para iniciar outras crianças na filosofia e prática do taekwondo. Unindo forças a tantos outros projetos sociais, com o objetivo, não apenas, “ocupar” o tempo ocioso das crianças que moram em periferias, e com isso minimizar o contato com os “perigos” que rondam essas localidades, mas promover dignidade e cidadania para elas, para suas família e para a sociedade como um todo.

Em 2019, nasce o projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas, com o objetivo de desenvolver o taekwondo como filosofia, arte marcial e esporte, levando para o dia a dia dos nossos alunos saúde, bem-estar e autoestima. "Formar campeões, não só no esporte, mas principalmente na vida", diz Cristiano.

O idealizador determinou para o projeto a visão de “ser um grupo reconhecido em todo Brasil pela excelência no desenvolvimento do taekwondo para crianças, adolescentes e jovens, e de destaque na formação de atletas de alto rendimento'', seguindo valores como “Respeito pela tradição da arte marcial, ética, responsabilidade, inovação e profissionalismo na condução dos trabalhos. Paixão, emoção e espírito guerreiro para enfrentar os desafios”, destaca.

Aula do projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas.
Aula do projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas.
Foto: Suellen Barbosa.

Cerca de 41 pessoas participam das aulas, práticas e teóricas, promovidas pelo Artes Marciais - Resgatando Vidas, uma equipe mista de crianças, adolescentes,  jovens e adultos de baixa renda, moradores de comunidades do bairro de Casa Amarela, em especial do Alto Santa Isabel, onde acontecem as aulas, que são gratuitas. Uma exigência é que, todas as crianças em idade escolar estejam matriculadas e frequentando assiduamente a escola.

A gerente Palloma Oliveira trouxe a sobrinha Maria Isabel, de 9 anos, para participar de uma aula experimental e  acabou contagiada pela energia da aula, "minha sobrinha está na terceira aula e eu na segunda! E cada dia estamos gostando mais” afirma.

O estudante Gabriel de Lima já pratica taekwondo desde muito pequeno participando de outro projeto social. Hoje aos 22 anos ela está a cerca de 8 meses voltando aos treinos. Para Gabriel o esporte também é motivo de transformação, “estou voltando a treinar e isso me ajuda tanto no condicionamento físico quanto nas questões do autocontrole, autoconfiança, ansiedade e depressão e o mais importante foi me tirar do submundo das drogas, para mim isso foi o essência, eu não vejo minha vida sem o taekwondo, sem o Artes Marciais, sem o esporte na verdade”, revela.

A estudante Raquel Midiam de 17 anos, também apontou a melhora no campo emocional, como um dos benefícios dessa prática esportiva, “faço taekwondo desde os nove anos de idade e faz uma diferença muito grande na minha vida, treinar é muito bom, você não fica sedentário e sinto que fico mais calma, me ajuda tanto no físico como psicologicamente”, diz.

Raquel Midiam aluna do projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas.
Raquel Midiam aluna do projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas.
Foto: Suellen Barbosa.

Inúmeras pesquisas apontam os benefícios do exercício físico na melhora na saúde mental. O projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas, conta com o suporte voluntário da psicóloga Jéssica Nascimento. Seu contato inicial com o projeto foi como aluna, pois Jessica também é uma apaixonada pela modalidade.

Observando as demandas vindas de outros alunos e competidores, Jéssica desenvolveu e apresentou a proposta da prestação de apoio psicológico. “O foco de meu trabalho é promover o bem estar mental de todos os membros da equipe, realizando intervenções que envolvem motivação, rendimento esportivo, equilíbrio emocional, autocontrole, autoconfiança e competitividade. Além de prestar acolhimento psicológico em momentos de possível crise emocional dos membros da equipe”, conclui.

Alunos do projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas.
Alunos do projeto Artes Marciais - Resgatando Vidas.
Foto: Suellen Barbosa.

A equipe Warrior Fight de Taekwondo, na qual, Mestre Cristiano faz parte, é filiada à Confederação Brasileira de Taekwondo e à Federação Pernambucana de Taekwondo, no entanto, o projeto não conta com nenhum apoio do Poder Público nem de entidades privadas, todo investimento é fruto do trabalho e esforço coletivo do Mestre Cristiano, dos instrutores voluntários Vinicius Paz, Raquel Midiam, Alexandre Oliveira, dos pais dos alunos que acreditam no propósito do projeto. Da aluna e psicóloga, Jéssica Nascimento, e de toda a comunidade através de doações.

No momento, o projeto funciona em turma única, com aulas regulares três vezes por semana, no Conselho de Moradores do Alto Santa Isabel, no bairro de Casa Amarela, zona norte do Recife.

ANF
Publicidade
Publicidade