PUBLICIDADE

Cursinhos populares promovem o acesso à educação superior

Educação Popular, método criado por Paulo Freire, inspira projetos na zona sul de São Paulo

26 jan 2022 14h13
ver comentários
Publicidade

O Brasil evoluiu bastante em políticas públicas que promovem a democratização do acesso às universidades. Mas, ainda assim, não é todo jovem que consegue se preparar para concorrer a uma vaga. Por isso, os cursinhos populares são espaços importantes para que os jovens das quebradas consigam sonhar com o ensino superior.

O último episódio da série especial em homenagem ao educador Paulo Freire, aborda a importância dos cursinhos populares, movimento que tem crescido cada vez mais nas periferias, na criação de novas perspectivas.

Foto: Rede Ubuntu/Educação Popular

Jéssica Campos, coordenadora do Cursinho Popular Carolina de Jesus, e Rafael Cícero de Oliveira, coordenador geral da Rede Ubuntu de cursinhos populares, contam como essas iniciativas têm contribuído com o aumento no número de jovens periféricos nas universidades e como Paulo Freire influencia e inspira esse trabalho.

O Brasil evoluiu bastante em políticas públicas que promovem a democratização do acesso às universidades. Mas, ainda assim, não é todo jovem que consegue se preparar para concorrer a uma vaga. Por isso, os cursinhos populares são espaços importantes para que os jovens das quebradas consigam sonhar com o ensino superior.

O último episódio da série especial em homenagem ao educador Paulo Freire, aborda a importância dos cursinhos populares, movimento que tem crescido cada vez mais nas periferias, na criação de novas perspectivas.

Jéssica Campos, coordenadora do Cursinho Popular Carolina de Jesus, e Rafael Cícero de Oliveira, coordenador geral da Rede Ubuntu de cursinhos populares, contam como essas iniciativas têm contribuído com o aumento no número de jovens periféricos nas universidades e como Paulo Freire influencia e inspira esse trabalho.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade