PUBLICIDADE

Empreendedores das periferias de Salvador vão à Expo Favela

Feira de empreendedorismo que acontece de sexta-feira a domingo vai conectar empreendedores de favelas com os maiores investidores do Brasil

13 abr 2022 05h00
| atualizado em 14/4/2022 às 18h48
ver comentários
Publicidade
Empoderamente, empresa da periferia de Salvador que vai para a ExpoFavela
Empoderamente, empresa da periferia de Salvador que vai para a ExpoFavela
Foto: Pedro Luiz

"Favela não é carência, favela é potência". Este é o lema do Expo Favela, evento com objetivo de ser a ponte de oportunidades entre empreendedores das favelas e investidores. O encontro será realizado nos dias 15, 16 e 17 de abril, no World Trade Center (WTC) de São Paulo.

Apenas na Bahia, foram mais de 20 empreendimentos selecionados para integrar o evento. Marargila é um dos negócios que estará presente na feira, provindo do bairro de Cajazeiras, é uma marca de Argilas Naturais, sabonetes e utensílios voltados para o autocuidado de forma natural. 

“Me sinto honrada em estar representando meu Estado maravilhoso, o qual é uma potência de empreendedores que muitas vezes por não estar no eixo SP-RJ não são conhecidos pelo Brasil. Sei da importância disso e minha presença se torna ainda mais emocionante”, afirmou a gestora do Marargila, Amanda Conceição, de 21 anos.

Empreendedora do Marargila
Empreendedora do Marargila
Foto: Amanda Conceição

O CEO da Favela Holding e idealizador do evento, Celso Athayde, considera o Expo Favela inovador e muito importante. “Quem for ao WTC de São Paulo vai se surpreender e sair de lá com muita informação sobre inovação e empreendedorismo de favela”, garantiu ele.

Em São Caetano, periferia de Salvador, o cofundador do TrazFavela, Iago Santos, de 29 anos, observou um comércio muito forte, com grande variedade. Diante disso, as pessoas saiam de outros lugares para consumir dos empreendedores do seu bairro e os moradores, da mesma forma, consumiam em outras periferias. 

Essa conexão, Iago chama de “Favela Money”, e através da seleção para o ExpoFavela, vai apresentar este conceito base do seu empreendimento, quando “a favela consegue fortalecer os empreendedores dela”, explicou Iago.

Inspirado e buscando potencializar o movimento "Favela Money", surge o TrazFavela, "um serviço de logística de quase tudo que atua com comerciantes de áreas periféricas levando produtos de dentro da periferia para fora, e de fora para dentro e fortalecendo o comércio local", contou o empreendedor.

Marcos Silva, Iago Santos e Ana Luiza, cofundadores do TrazFavela
Marcos Silva, Iago Santos e Ana Luiza, cofundadores do TrazFavela
Foto: Fernando Gomes

"Quando eu falo que a favela não é carência, mas uma grande potência, é uma forma de corrigir o olhar recheado de compaixão equivocada e preconceito contra para uma região que produz e consome R$ 120 bilhões por ano", disse Celso Athayde, CEO da Favela Holding e idealizador do evento.

Sobre as expectativas para o evento, Carol Xavier, 23, gestora do Empoderamente, conta que pretende acompanhar as mentorias e palestras para potencializar a marca e buscar investimento. “É uma oportunidade de ser reconhecida internacionalmente, de ter o apoio de pessoas influentes na sociedade e possivelmente voltar com um apoio para o melhor desenvolvimento e evolução da marca”, pontuou Carol.

Empoderamente, diretamente do bairro de Sussuarana, é uma marca de turbantes 2 em 1 (dupla face) e ornamentos para cabeça (toucas, xuxas e faixas de cetim) que busca contribuir com a reconexão ancestral, discussão racial e valorização da estética negra. Sendo, oficinas de turbantes e ações comunitárias parte do trabalho desenvolvido pela marca.

Carol Xavier, gestora da Empoderamente
Carol Xavier, gestora da Empoderamente
Foto:

Com programação dividida por trilhas, o evento conta com palestrantes de todo o Brasil especializados em: educação, saúde, sustentabilidade e meio ambiente, cultura, economia criativa, diversidade, mobilidade e logística, gastronomia, comunicação, redes, moda, beleza e finanças.

Entre os palestrantes já confirmados estão Maria Cândida (empreendedora de salgados em Sergipe), Ana Maria (empreendedora de bolos em Minas Gerais), Glória (empreendedora da beleza), DJ Alok, KondZilla, Ana Karla Pereira, Luiza Helena Trajano, Preto Zezé, Christian Gebara (presidente da Vivo).

Rilk MC, do Seli Tríplice, estará na ExpoFavela
Rilk MC, do Seli Tríplice, estará na ExpoFavela
Foto: Divulgação

“Me sinto feliz por ter o meu trabalho reconhecido, e de poder participar desse grande encontro que será realizado em outro Estado. Acredito que as favelas da Bahia são polos que nos trazem pessoas ricas de criatividade, talento, determinação e atitude porém precisam de oportunidades para serem vistas”, compartilhou Rilk MC, Idealizador do Selo Tríplice. 

Selo Triplice é uma marca independente que atua na área de produção musical, produção artística e produtos de vestuário voltadas para cultura urbana, através de várias linguagens com a proposta de impulsionar artistas independentes, gerir carreiras, realizar sonhos, gerar renda e fomentar o empreendedorismo na periferia.

“Não oferecemos para o nosso público apenas produtos ou serviços, mas sim um estilo de vida, em cada item oferecemos o nosso melhor com campanhas bem elaboradas carregadas de amor, significados e valorizando as nossas raízes, com atuação há mais de 13 anos, a Tríplice também possui uma característica muito importante que é a contrapartida social, através das atividades desenvolvidas pelo coletivo”, explicou Rilk.

Para participar é possível comprar ingressos para cada dia do evento. O ingresso "favela" custa R$15 a inteira, e a meia R$ 7,50. O ingresso "asfalto" está no valor de R$30 a inteira, e R$15 a meia. Todos que comprarem terão acesso às mesmas atrações. A diferença é a maneira como o visitante se reconhece, como sendo do asfalto ou da favela.

 

ANF
Publicidade
Publicidade