PUBLICIDADE

Tarja preta | Zolpidem será vendido apenas com receita azul

Para aumentar controle sobre a venda do remédio para insônia zolpidem, a Anvisa passará a exigir receita azul na prescrição; embalagem ganhará tarja preta

16 mai 2024 - 19h48
(atualizado às 21h54)
Compartilhar
Exibir comentários

Nesta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou mudanças para aumentar o controle sobre o uso do medicamento hemitartarato de zolpidem, conhecido apenas como zolpidem e prescrito para o tratamento de insônia. A partir de agosto, o remédio só poderá ser comprado com a receita azul e, ao longo dos próximos meses, a caixa ganhará uma tarja preta, usada para indicar o risco de dependência. 

Foto: Danielle Cassita/Canaltech / Canaltech

Antes da decisão da Anvisa, a versão do zolpidem em baixa concentração (até 10 mg) poderia ser prescrita com receita branca, com duas vias. A decisão vale também para outro Z-hipnótico popular, a zopiclona.  

"A medida foi adotada a partir do aumento de relatos de uso irregular e abusivo relacionados ao uso do zolpidem", afirma a Anvisa, em nota. Também foram identificados "aumento nas ocorrências eventos adversos relacionados ao uso" do remédio nos últimos meses.

O que é o zolpidem?

O zolpidem é considerado um agente hipnótico e, como tal, é indicado no tratamento da insônia de curta duração para pacientes que apresenta dificuldades na hora de dormir ou em manter o sono. 

Anvisa muda forma de prescrever remédio zolpidem para insônia, passa a exigir receita azul e coloca tarja preta na embalagem (Imagem: Amenic181/Envato)
Anvisa muda forma de prescrever remédio zolpidem para insônia, passa a exigir receita azul e coloca tarja preta na embalagem (Imagem: Amenic181/Envato)
Foto: Canaltech

"Seu uso deve ser o menor possível e, assim como para todos os hipnóticos, não deve ultrapassar quatro semanas", orienta a Anvisa. Em caso de necessidade de prolongamento do tratamento, é preciso que ocorra a reavaliação do médico psiquiatra, evitando risco de abuso ou dependência.

Outro cuidado é em relação aos efeitos adversos da medicação. Um dos mais conhecidos é o sonambulismo, quando a pessoa realiza inúmeras atividades como sonâmbula e não se lembra do que fez no dia seguinte. Relatos do tipo tendem a ganhar repercussão nas redes sociais.

Decisão da Anvisa

Com a decisão da Anvisa, todos os medicamentos à base de zolpidem, independentemente da concentração da substância, somente poderão ser prescritos com a receita azul, a partir do dia primeiro de agosto. 

Para prescrever esse tipo de receita, conhecida como receita tipo B, o médico precisa ser previamente cadastrado na autoridade local de vigilância sanitária. Além disso, cada profissional terá um limite no número de receitas semelhantes que poderá prescrever por período. 

Zolpidem recebe tarja preta

A outra mudança é que, a partir do dia primeiro de dezembro, as farmacêuticas somente poderão produzir embalagens do zolpidem com a tarja preta. Enquanto há esse período de transição, embalagens com tarja vermelha ainda poderão ser vendidas em farmácias.

Fonte: Anvisa  

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade