PUBLICIDADE

Raspberry Pi 3 para empresas passa na Anatel e já pode ser vendido Brasil

Baseado no Raspberry Pi 3 Model B+, thin client da NComputing traz ferramentas prontas para acesso remoto e virtualização

1 jul 2022 - 13h24
Ver comentários

Raspberry Pi 3 Model B+ é um computador bem versátil. Pensando nisso, a NComputing desenvolveu um thin client para empresas com foco em ambientes virtuais, como é o caso do Windows 365, para reduzir custos de operações. E a boa notícia é que o dispositivo acabou de ser aprovado pela Anatel para venda no Brasil.

RX-RDP+, baseado no Raspberry Pi 3 Model B+, é um thin client para empresas
RX-RDP+, baseado no Raspberry Pi 3 Model B+, é um thin client para empresas
Foto: Divulgação/NComputing / Tecnoblog

O dispositivo identificado pelo modelo RX-RDP+ recebeu o selo de aprovação nesta terça-feira (28). Segundo a documentação da Anatel acessado pela Tecnoblog, o computador é fabricado pela NComputing. Já o processo de homologação foi solicitado pela ACC Indústria e Comércio de Computadores Ltda.

O certificado de conformidade técnica dá outros detalhes. É o caso de uma unidade fabril localizada em Seoul, na Coreia do Sul. Os arquivos da agência ainda trazem um manual, que indica uma porta de alimentação com o padrão microUSB e conectores HDMI, de áudio (3,5 mm), para cabo de rede e quatro portas USB 2.0. 

Certificado de homologação do RX-RDP+
Certificado de homologação do RX-RDP+
Foto: Reprodução/Tecnoblog / Tecnoblog

Raspberry Pi 3 para empresas foca em virtualização

O manual também traz um passo a passo para configurar um usuário para virtualização via Microsoft RDS. Afinal, este é um dos destaques do thin cliente, segundo o site da NComputing: "thin client de próxima geração projeto para Microsoft Windows 365, AVD, RDS, VERDE VDI & acesso remoto para PC e vSPACE PRO Desktop Virtualization".

A página do produto dá outros detalhes. A marca informou que o computador "pronto para nuvem" é "construído na plataforma Raspberry Pi 3+ para obter ótimo desempenho e valor". Outras características são ressaltadas, como o baixo custo inicial, o consumo econômico de energia e a segurança.

Em outras palavras: trata-se de um Raspberry Pi 3 Model B+ para uso corporativo. O dispositivo, cabe ressaltar, tende a garantir uma vantagem às empresas que desejam reduzir os custos ao fazer a aquisição de equipamentos. De sobra, as companhias ganham versatilidade, pois o PC é bem pequeno e portátil.

Ah, e por falar nos aspectos físicos, o RX-RDP+ ainda conta com um kit de montagem VESA. Dessa forma, é possível prendê-lo atrás do monitor, para que o usuário tenha ainda mais espaço na mesa ao trabalhar. O manual também cita o site de uma empresa brasileira, identificada como Postech Network & IT, que foca em "virtualização de desktops de alto desempenho e com custo mais acessíveis".

O site, aliás, também traz o selo "by NComputing", indicando que a Postech é a parceira oficial da companhia no Brasil. 

RX-RDP+ aparece em site de empresa brasileira
RX-RDP+ aparece em site de empresa brasileira
Foto: Reprodução/Tecnoblog / Tecnoblog

Preço e disponibilidade

Apesar da homologação, ainda não há previsão de lançamento no Brasil. 

O Raspberry Pi 3 Model B+ "puro", por outro lado, foi revelado em 2018 e pode ser encontrado à venda no comércio brasileiro e em outros países.

Colaborou: Everton Favretto

Raspberry Pi 3 para empresas passa na Anatel e já pode ser vendido Brasil

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade