PUBLICIDADE

O que é um Snap?

Quer saber o que é um Snap? A modalidade, que permite postar vídeos e fotos que expiram, já é utilizada por diversas redes sociais; confira mais detalhes!

6 jul 2022 - 21h07
(atualizado em 7/7/2022 às 10h58)
Ver comentários
Publicidade

Se você não é muito das antigas, provavelmente está interessado em saber o que é um Snap. No entanto, apesar disso, hoje em dia, é muito difícil achar aqueles que não conhecem o conceito de fotos e vídeos que expiram após um certo tempo, já que o Facebook, Instagram e até mesmo o WhatsApp acabaram se apropriando desse recurso, por assim dizer.

No entanto, eles nasceram da rede social Snapchat bem antes de ser incorporados e difundidos por outras plataformas. Confira abaixo mais detalhes sobre o que é e como funciona o recurso!

O que é Snap

O Snap nada mais é do que um post que pode ser enviado através de mensagens privadas, com imagens ou vídeos que permanecem no feed entre 10 segundos e 24 horas. Após esse prazo, as publicações são excluídas permanentemente e não podem ser mais vistas por outras pessoas, a menos que optem por repostá-las como lembranças.

Ao enviar um Snap para um contato, você pode definir a quantidade de tempo que ele permanecerá visível. Isso facilita muito na hora de controlar o uso de suas fotos por terceiros, uma vez que elas não ficam salvas em nenhuma galeria.

Isso acabou se tornando uma excelente maneira das pessoas compartilharem imagens ou vídeos rápidos do seu cotidiano, que poderiam ser vistos pelos seguidores de forma rápida, sem muito compromisso. E os conteúdos podem ser dos mais variados, sendo engraçados ou inusitados; o que vale é a criatividade.

Foto: Alexander Shatov/Unsplash / Canaltech

As formas de publicar um Snap

O Snapchat é uma rede social que foi criada especialmente para a postagem dos snaps. Com popularidade maior entre usuários mais jovens, ela costumava ter mais filtros do que as outras redes sociais — isso até o Instagram permitir a criação de efeitos personalizados.

Sendo assim, há duas formas de publicar um Snap: a primeira delas, é de maneira privada, enviando o conteúdo como mensagem; a segunda, é publicá-lo na seção de "Histórias", onde ele poderá ser visto por todos os seguidores.

Quando a publicação é enviada por mensagem privada, o dono dela pode definir por quanto tempo ela ficará ativa. Para ver a "História" de um amigo, basta apenas acessá-las no canto superior da rede social. Depois disso, você verá uma pré-visualização da próxima História, então clique nela para assistir ao conteúdo, deslize para pular ou saia desta seção.

Para onde vão os Snaps depois de serem excluídos?

De acordo com a empresa, seus servidores estão programados para apagar todos os Snaps automaticamente após serem vistos pelos destinatários. Além disso, eles também estão programados para apagar os conteúdos não abertos, enviados em conversas individuais, depois de 31 dias. No caso de conversas em Grupo, os servidores deletam os conteúdos após sete dias.

Quando um usuário opta por apagar um Snap manualmente, a empresa também garante que ele será removido dos servidores dela, ao mesmo tempo em que tentará remover a exibição do conteúdo para o destinatário. No entanto, caso ele possua uma internet lenta, esse procedimento poderá ser comprometido.

Copia, mas não faz igual

Conforme dito anteriormente, o conceito do Snap está disponível em diversos aplicativos de redes sociais — mas com nomes diferentes, como "Stories" (Facebook e Instagram) ou "Status" (WhatsApp). O princípio é o mesmo: publicações em formas de fotos ou vídeos que desaparecem após 24 horas.

Enquanto o Snapchat foi criado em 2013 por estudantes da Universidade de Stanford, o Instagram adicionou os Stories à plataforma somente em 2016. Fato é que, depois que a rede social de fotos da Meta adicionou o recurso, houve uma queda significativa no número de usuários do Snapchat.

Com isso, em 2017, a rede social já conseguia bater de frente com o Snapachat no que dizia respeito à quantidade de usuários e Stories que eram publicados. Em 2019, os criadores do Instagram Kevin Systrom e Mike Krieger admitiram ter copiado a função da rede social, indicando que os usuários realmente estavam interessados em juntar ambas as plataformas.

O Snapchat foi comprado pelo Facebook?

Não, o Facebook não comprou o Snapchat. Em 2013, a empresa de Mark Zuckerberg (atualmente chamada de Meta), tentou comprar a rede social por US$ 3 bilhões. Porém, a oferta foi recusada pelo então CEO Evan Spiegel. Em 2016, foi feita uma nova oferta, porém ela também foi recusada. Hoje em dia, o Snapchat pertence à empresa Snap Inc., que refere-se a si mesma como "uma empresa de câmeras".

A partir de agora você já sabe o que é um Snap, além de ter algumas informações extras e curiosidades sobre o recurso que ficou popular no Snapchat.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Publicidade
Publicidade