PUBLICIDADE

NVIDIA domina 98% do mercado de GPUs para servidores

NVIDIA vendeu 3,76 milhões de GPUs para servidores de IA em 2023, garantindo 98% de representação de mercado no último ano; plano é manter hegemonia em 2024

13 jun 2024 - 00h30
(atualizado às 03h57)
Compartilhar
Exibir comentários

A NVIDIA encerrou o ano fiscal de 2023 com lucros recordes, majoritariamente graças ao mercado de servidores de Inteligência Artificial. Um estudo da empresa de analistas em tecnologia, TechInsights, publicado nesta semana aponta que a companhia liderada por Jensen Huang vendeu aproximadamente 3,76 milhões de GPUs de IA para servidores apenas em 2023, assegurando 98% de representação de mercado.

Foto: NVIDIA / Divulgação / Canaltech

O resultado impressiona, mas não surpreende, uma vez que a empresa já investe ativamente em tecnologias de IA desde 2012 e vendeu o primeiro servidor DGX, especializado para essas tarefas, em 2016 para a OpenAI, servindo de base para o ChatGPT

A entrada de novos players como AMD e Intel, com os aceleradores MI300X e Gaudi 2 e 3, pode, sim, desinflar um pouco os números atuais, mas principalmente no segmento de novos clientes incorporando IA a seus serviços. Tanto pela arquitetura CUDA quanto pelo poder computacional, a base instalada atual da NVIDIA deve continuar a crescer em ritmo acelerado.

Domínio do mercado de servidores de IA

Isso porque, muitos dos clientes que começaram a investir em Inteligência Artificial mais cedo já estão saturando as capacidades dos servidores atuais. Mesmo com as Intel Gaudi oferecendo ganhos de desempenho a custos de implantação mais baixo, elas trabalham em ecossistema x86, bem diferente do CUDA dos aceleradores NVIDIA.

Ou seja, por mais que financeiramente as soluções Intel tenham uma melhor relação entre preço e desempenho, uma migração exigiria trocar toda a infraestrutura, ou dividir inicialmente os investimentos em P&D entre x86 e CUDA para uma migração a longo prazo.

Sendo assim, o mais provável é que os atuais clientes NVIDIA optem por realizar upgrades em escala utilizando as Blackwell GB200 NVL2, com unidades individuais das novas GPUs, ou racks NVL72 inteiros conforme a demanda. 

Fonte: HPCWire

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade