PUBLICIDADE

EUA e UE tentarão evitar corrida por subsídios para produção de chips, diz fonte

16 mai 2022 - 11h50
(atualizado às 12h53)
Ver comentários

Os Estados Unidos e a União Europeia anunciarão um esforço conjunto para evitar uma "corrida por subsídios" para produção de chips, enquanto tentam aumentar a produção de semicondutores, disse um funcionário de alto escalão do governo norte-americano.

O plano será revelado na segunda reunião do Conselho de Comércio e Tecnologia Estados Unidos-União Europeia (TTC), que acontece nesta segunda-feira em Paris.

O TTC prometeu em uma conferência no ano passado nos EUA aprofundar a cooperação transatlântica para fortalecer as cadeias de fornecimento de chips, restringir práticas não comerciais da China e adotar uma abordagem mais unificada para regular as grandes empresas globais de tecnologia.

"Vocês nos verão anunciar... uma abordagem transatlântica para investimentos em semicondutores visando garantir a segurança do fornecimento", disse a fonte.

Tanto Washington quanto Bruxelas querem encorajar o investimento em chips e "fazê-lo de forma coordenada e não simplesmente encorajar uma corrida por subsídios", acrescentou a fonte.

Uma escassez persistente de chips em toda a indústria interrompeu a produção nas indústrias automotiva e eletrônica, forçando algumas empresas a reduzir a atividade. Mas a legislação norte-americana que concederia aos fabricantes de chips 52 bilhões de dólares em financiamento para expandir capacidade está paralisada no Congresso.

A fonte disse que um sistema de alerta antecipado para identificar e abordar interrupções na cadeia de suprimentos de semicondutores também será anunciado como parte da reunião, que será encabeçada pelo secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, pela secretária do Departamento de Comércio dos EUA, Gina Raimondo, e pela representante comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai. O chefe de comércio da União Europeia, Valdis Dombrovskis, e a chefe antitruste do bloco, Margrethe Vestager, também participarão, disse a fonte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade