PUBLICIDADE

Destaque da NASA: nebulosa "Torre do Diabo" é foto astronômica do dia

O destaque da NASA hoje traz a nebulosa conhecida como Torre do Diabo. Esta grande nuvem de gás e poeira brilha graças ao hidrogênio ionizado em sua estrutura

15 jun 2024 - 01h03
(atualizado às 20h03)
Compartilhar
Exibir comentários

A foto destacada pela NASA nesta sexta (14) traz a região de emissão RCW 85. Esta nuvem cósmica brilha no céu do hemisfério sul, e pode ser observada entre as estrelas Alpha e Beta Centauri. 

Encontrada a cerca 5 mil anos-luz de distância, esta nuvem de hidrogênio gasoso e brilhante tem brilho bem fraco. 

Ela é chamada de Torre do Diabo, apelido que faz referência à formação homônima encontrada em Wyoming, nos Estados Unidos.

Devido à baixa luminosidade, o astrofotógrafo Martin Pugh precisou de quase 30 horas de exposição para capturar os detalhes da nebulosa. 

RCW 85, uma nuvem interestelar de hidrogênio gasoso brilhante (Imagem: Reprodução/Martin Pugh)
RCW 85, uma nuvem interestelar de hidrogênio gasoso brilhante (Imagem: Reprodução/Martin Pugh)
Foto: Canaltech

O esforço valeu a pena. A imagem final mostra diferentes estruturas na nuvem cósmica, que ficam ainda mais evidentes em suas bordas. 

Nebulosas de emissão

Existem diferentes tipos de nuvens luminosas no espaço. Entre eles, estão as nebulosas de emissão, que são nuvens de gás ionizado capazes de emitir luz em comprimentos de onda da luz visível

As nebulosas planetárias também são nebulosas de emissão. Apesar do nome, elas são objetos formados por nuvens de gás que foram liberadas conforme as estrelas avançavam para a fase final dos seus ciclos

A ionização do hélio exige muito mais energia que a do hidrogênio. Por isso, as áreas mais azuladas das nebulosas planetárias são as mais quentes, e indicam onde há maior excitação nos átomos.

Fonte: APOD

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade