PUBLICIDADE

Foguete chinês cai no litoral das Filipinas

O foguete Long March 5B reentrou sem causar danos; as autoridades filipinas orientaram a população a evitar contato com possíveis detritos do veículo no mar

1 ago 2022 - 15h12
Ver comentários

Os detritos do estágio central de um foguete Long March 5B, da China, reentraram na atmosfera terrestre neste sábado (30) e caíram na região ocidental das Filipinas, sem causar danos. A reentrada ocorreu seis dias após o veículo lançar o Wentian, o segundo módulo da nova estação espacial chinesa Tiangong.

Foto: Reprodução / Nazri Sulaiman / Twitter / Canaltech

Segundo um tuíte do Comando Espacial dos Estados Unidos publicado no sábado (30), os detritos do foguete, com quase 30 m de extensão, reentraram às 13h45, no horário de Brasília. "Encaminhamos vocês à RPC [República Popular da China] para detalhes sobre os aspectos técnicas da reentrada, com a dispersão de potenciais detritos e o local do impacto", escreveram.

Um usuário no Twitter parece ter filmado a reentrada em Sarawak, na Malásia:

Ainda naquele dia, a Agência Espacial Tripulada da China comunicou que a maior parte do foguete seria queimada após entrar na atmosfera, e que ele poderia cair sem direcionamento. O comunicado da agência afirmava que a "área de pouso" ficava entre 119º na longitude leste e 9,1º na latitude norte, o que a coloca nas águas da região da ilha de Palawan em Mimaropa, nas Filipinas.

Marc Talampas, oficial da agência espacial filipina, afirmou que as autoridades foram orientadas a procurar os detritos do foguete, que podem ter caído no litoral de Palawan. "Estamos monitorando a situação e já alertamos o público para se manter vigilante, evitar contato com qualquer detrito suspeito flutuando e reportá-lo às autoridades locais imediatamente", disse.

Outros observadores na Malásia parecem ter visto os destroços do foguete reentrando na atmosfera. "Um meteoro foi visto em Kuching!", escreveu o usuário identificado como "Nazri Sulaiman" em uma publicação no Twitter. "Desculpe, não é um meteoro, é o foguete", acrescentou, em outro tuíte.

O Long March 5B é um

foguete

formado por um estágio central e quatro propulsores laterais. O esperado é que a maior parte do tanque central tenha acabado queimada durante a reentrada, mas é comum que até 40% da estrutura do objeto sobreviva ao processo — afinal, os motores e outros componentes foram projetados para resistir a altas temperaturas.

Segundo especialistas do Centro da Corporação Aeroespacial para Reentrada Orbital e Estudos de Detritos, o esperado era que até 9,9 toneladas de detritos do foguete resistissem à reentrada. Esta é a terceira vez que a China permite que um foguete Long March 5B, o maior do país, caia descontroladamente do espaço. A prática é criticada pela comunidade internacional, que a considera descuidada e perigosa.

Fonte: Washington Post; Via: Space.com, SpaceNews

Trending no Canaltech:

Canaltech
Publicidade
Publicidade