Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Teve Covid-19? Troque agora sua escova dental

Veja algumas perguntas que podem ajudá-lo ou ajudá-la a cuidar melhor da boca em tempos de pandemia

26 jan 2022 08h57
| atualizado às 09h00
Compartilhar
Foto: Pexels

Graças à imunização em larga escala, a pandemia de Covid-19 tem se tornado menos letal. No entanto, estudos apontam que a variante Ômicron é extremamente contagiosa, aumentando o número de casos e gerando um alerta vermelho. Em tempos tão restritos, a recomendação é adiar saídas desnecessárias de casa e manter bons hábitos de higiene para evitar o colapso do sistema de saúde.Mas, e a saúde bucal, como fica?



Afinal de contas, quando é necessário se deslocar ao dentista e como a saúde bucal pode ajudar no combate ao coronavírus? Veja, abaixo, algumas perguntas que podem ajudá-lo ou ajudá-la a cuidar melhor da boca em tempos de pandemia.



Uma boa higiene bucal pode prevenir a Covid-19?

Embora ainda estejamos aprendendo mais sobre o vírus e sua propagação, atualmente não há evidências indicando que a Covid-19 possa ser prevenida com uma boa higiene bucal. No entanto, sabemos que ter uma boa higiene bucal pode reduzir doenças dentárias como cáries e periodontite, e que manter uma boa saúde bucal tem um impacto positivo na sua saúde como um todo.



Devo trocar ou desinfetar minha escova de dentes caso tenha tido Covid-19?

Limpar sua escova após cada uso é uma ótima prática. Se você está se recuperando de uma doença, inclusive se seu teste deu positivo ou se você acredita ter tido Covid-19, é recomendável trocar sua escova de dentes. Se você não puder trocá-la, considere desinfetar a cabeça da escova para ajudar a reduzir a quantidade bactérias.



Devo ir ao dentista durante o surto da COVID-19?

Não, apenas vá ao dentista se for uma emergência. Você pode ligar para o seu dentista para que ele o ajude a avaliar se a sua doença dentária se enquadra nas categorias de urgência ou emergência. Mesmo se o consultório do seu dentista estiver fechado, pode haver um número de emergência ou instruções de contato disponíveis na mensagem do correio de voz. 



O que caracteriza uma emergência odontológica durante a pandemia da COVID-19?

De acordo com as orientações gerais da Associação Americana de Dentistas (ADA, na sigla em inglês), uma emergência odontológica é aquela que potencialmente representa um risco à vida e que requer tratamento imediato para:



- Sangramento descontrolado

- Infecção bacteriana que pode comprometer as vias respiratórias do paciente

- Trauma envolvendo ossos faciais, potencialmente comprometendo as vias respiratórias do paciente

- Tratamento odontológico urgente são aquelas condições que requerem atenção imediata para aliviar a dor ou o risco de infecção. A ADA recomenda que os dentistas usem sua experiência profissional para determinar se um paciente necessita de algum cuidado urgente ou emergencial.

- Se um pedaço grande do dente ou o dente inteiro cair

- Há aparente dano no nervo, como uma sensação de dormência

- Você está com sinais de abscesso ou infecção (dor, inchação, quente ao toque e vermelhidão)

- Se suspeita que você ou outra pessoa está com a mandíbula quebrada

- Se você recentemente foi submetido a um tratamento de canal e está preocupado com o nível de dor, inchaço ou mal-estar

- Qualquer outro sintoma anormal

Fonte: Colgate.com.br

Publicidade
Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações