Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Sintomas de rinite vão além dos espirros; aprenda a identificar o problema

Quem tem rinite alérgica convive com espirros e coceira no nariz, mas é comum também o surgimento de sintomas dermatológicos

4 jul 2022 - 08h00
Compartilhar
Rinite: pregas abaixo dos olhos está entre os sintomas da alergia
Rinite: pregas abaixo dos olhos está entre os sintomas da alergia
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Para quem convive com a rinite, espirros e coceira no nariz fazem parte da rotina. E esses são justamente os indicadores mais comuns da alergia respiratória, mas não são os únicos. A presença de pequenas pregas (aquela "dupla linha") abaixo dos olhos também pode indicar rinite. 

A alergologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Dra. Yara Mello, explica que esses sinais estão ligados a características comuns da pele de quem tem predisposição a desenvolver reações alérgicas, como a rinite. "Uma pessoa atópica, como classificamos os indivíduos que têm maior chance de desenvolver reações alérgicas, tendem a ter uma pele mais seca, com menor lubrificação, e, por isso, podem apresentar pregas abaixo dos olhos", revela.

Publicidade

Geralmente, o sinal surge ainda na infância, e deve ser analisado em conjunto com outros elementos. "Esse é somente mais um indício que ajuda na hora de identificar um paciente atópico, mas nunca o único. No caso da rinite, é muito importante que haja um diagnóstico correto da causa para que se faça o tratamento não só nos momentos de crise", destaca a alergologista.

Cuidado com a pele

Quem vive com rinite deve ter um cuidado especial com a pele, e também com a alergia. Yara indica que manter a hidratação do corpo é uma forma de garantir a defesa da pele e, assim, evitar infecções - sejam elas virais ou bacterianas.

 "Por terem uma pele mais seca e, portanto, sem tanta defesa natural, os atópicos convivem com uma probabilidade maior de desenvolver infecções. Por isso, é essencial ter maior cuidado com a saúde em geral", explica a especialista.

Publicidade

Para o banho, ela recomenda duchas mornas e breves, além de evitar o uso de buchas de esponja na pele. De acordo com a médica, até mesmo a fricção da toalha no corpo pode provocar reações. "Por isso, a hidratação da pele deve ser um ponto de atenção e ocorrer pelo menos duas vezes ao dia. E vale claro a dica sempre oportuna: beber um volume adequado de água é essencial", finaliza.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações