Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Frente fria: como encarar o treino nos dias mais frios do ano

Uma forte frente fria tem causado as temperaturas mais baixas do ano em todo o país. Especialistas mostram a melhor forma de manter a rotina de treinos durante o período

19 mai 2022 15h32
| atualizado às 18h34
Compartilhar
Frente fria: como encarar o treino nos dias mais frios do ano
Frente fria: como encarar o treino nos dias mais frios do ano
Foto: Shutterstock / Sport Life

O inverno só começa realmente no dia 21 de junho, mas a poucos dias do início da estação o Brasil já encara uma forte frente fria. A razão é uma massa de ar frio intensa vinda da região Sul que está avançando rapidamente pelo país. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as baixas temperaturas devem ser registradas ainda nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.

Mas isso não é motivo para deixar de ir à academia, como recomenda a professora de ginástica Gabriela Lopes. "É importante se agasalhar bem, principalmente para quem vai treinar bem cedo ou à noite, mas jamais parar de treinar. Até porque o movimento ajuda a esquentar", afirma.

Publicidade

De fato, é mais difícil ter ânimo para treinar durante uma frente fria. As baixas temperaturas nos colocam à beira do sedentarismo, o que deve ser evitado. Especialistas orientam como manter sua rotina de treinos mesmo durante os dias mais frios do ano. Confira:

A importância do aquecimento

O médico e especialista em nutrologia Dr. Fernando Cerqueira explica que, no inverno, o aquecimento pré-treino é ainda mais importante do que no verão. "O ideal é que o aquecimento aconteça de 15 a 20 minutos antes da prática esportiva, para que o corpo se 'acostume' com a temperatura da atividade que virá na sequência", orienta.

Ele comenta ainda que é importante não esquecer de turbinar o alongamento, que deve sempre ser feito em seguida do aquecimento para evitar lesões. A professora Gabriela Lopes também chama atenção para a importância do alongamento, fundamental para mobilizar e soltar as articulações.

Publicidade

"No frio, as articulações ficam mais rígidas, já que a gente tende a ficar 'encolhido'. Então, em dias mais frios, antes de começar o treino, vale pedir para que o professor passe alguns movimentos de mobilidade para a área específica que você vai treinar naquele dia, para soltar e aquecer essa articulação", comenta.

Cardíacos e hipertensos devem ter atenção redobrada

A frente fria é um período ainda mais delicado para pessoas acometidas por doenças cardíacas e hipertensão. O Dr. Cerqueira afirma que esses pacientes devem ter cuidados redobrados, pois, no inverno, os vasos sanguíneos tendem a se contrair, o que dificulta a oxigenação. "Mas isso não significa que devem abandonar os exercícios, apenas é necessário ter um cuidado extra", afirma o especialista.

Como equilibrar as calorias

Publicidade

O médico conta que, no inverno, nosso corpo consome mais energia, exigindo muito mais do nosso metabolismo. Por isso, o gasto calórico nas atividades físicas é maior durante os dias mais frios, já que o organismo precisa de mais energia para manter o corpo na temperatura adequada (em torno de 36,5°C). 

"Mas, não podemos esquecer de que nos períodos frios, temos a tendência de ingerir muito mais calorias, então é necessário ter um cuidado extra com nossa alimentação para manter o gasto calórico da atividade física", alerta o especialista.

Fonte: Gabriela Lopes, professora de ginástica da Competition.

Fique por dentro das principais notícias de Bem-estar
Ativar notificações