Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Caminhada e corrida: 4 benefícios para a saúde

Especialista explica como exercícios físicos podem promover o crescimento de novas células cerebrais e preservar as existentes

23 set 2021 08h47
| atualizado às 10h53
Compartilhar
Emagrecer Correndo
Foto: Shutterstock / Sport Life

Não é novidade para ninguém que exercitar diariamente o corpo traz benefícios à saúde, desde vantagens estéticas até, por exemplo, a controlar os níveis de açúcar no sangue. Sendo assim, uma das formas mais simples de entrar de cabeça no mundo fitness é fazendo caminhadas ou corridas diárias. Um boa maneira de se motivar a praticar exercícios com regularidade é participar de provas virtuais, como a SportLife Run, por exemplo.

Quando você adota atividades físicas em geral em seu dia a dia, não só a caminhada, é possível notar que a prática diminui o risco de vários distúrbios comuns, como doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, câncer e condições neurológicas, junto com o risco geral de mortalidade.

Publicidade

"Os efeitos benéficos do treinamento físico na saúde humana são parcialmente impulsionados por adaptações no músculo esquelético", explica Marcelo Sady, Pós-Doutor em Genética.

Dessa forma, com a ajuda de especialistas, saiba como incluir a corrida e caminhada na rotina diária e entenda como essas atividades podem fazer um bem enorme para a sua saúde:

Coração

Segundo o cardiologista Juliano Burckhardt, membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), de maneira geral, a prática continuada de exercícios físicos como a corrida melhora a disposição e auxilia na perda de peso, mas também pode ajudar a reduzir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom.

"A redução do colesterol é uma das coisas mais importantes a se fazer para promover a saúde geral do coração. Você precisa ser ativo por 30 minutos na maioria dos dias", diz o cardiologista.

Publicidade

De acordo com Juliano, segundo estudos, o exercício aeróbico protege o coração doente, pois facilita a remoção de mitocôndrias (organelas responsáveis por produzir energia para as células) disfuncionais nas células cardíacas.

Cérebro

Poucos sabem, mas exercitar o corpo regularmente também ajuda o cérebro, segundo Gabriel Novaes de Rezende Batistella, médico neurologista e neuro-oncologista. "O exercício melhora o fluxo sanguíneo e protege a memória; estimula mudanças químicas no cérebro que apuram o aprendizado, o humor e o pensamento", explica.

Além de aperfeiçoar a saúde do coração, de acordo com Gabriel, exercícios regulares de resistência, como correr, nadar ou andar de bicicleta, também podem promover o crescimento de novas células cerebrais e preservar as células cerebrais existentes. "Correr pode criar novos neurônios, ajudando o organismo a envelhecer com saúde", completa o médico neuro-oncologista.

Circulação das pernas

De caminhada até corrida, ambas apresentam benefícios, como, por exemplo, o controle da hipertensão, da diabetes e do colesterol e a liberação de endorfinas, hormônios que relaxam o corpo, geram sensação de bem-estar e auxiliam a boa qualidade do sono.

Publicidade

"A prática de exercícios físicos aumenta o fluxo da circulação do sangue e melhora o retorno venoso com a finalidade de levar oxigênio às células dos músculos e tecidos próximos. Assim como o sangue chega nos membros inferiores, ele precisa retornar ao coração para ser bombeado novamente", clarifica Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Além disso, para diminuir as dores pós-corrida, uma boa estratégia é apostar nas meias elásticas esportivas de compressão, visto que o uso da meia diminui os produtos de degradação, os ácidos lático e pirúvico, que estão ligados àquela dor muscular do dia seguinte (ou 48 horas depois) de uma corrida, por exemplo.

Beleza

Uma das causas do envelhecimento é o acúmulo de radicais livres nos tecidos e eles são provenientes da exposição solar e também de maus hábitos.

De acordo com Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, durante a corrida, toda a nossa circulação fica mais solicitada. O sistema arterial (sangue que "alimenta" os músculos em movimento, por exemplo) aumenta seu fluxo, e consequentemente, o aporte de nutrientes e oxigênio para todos os tecidos.

Publicidade

"Com a melhora no fluxo sanguíneo, o sistema linfático passa a trabalhar em maior velocidade, desintoxicando o organismo e diminuindo a retenção de líquidos. Isso se reverte na pele deixando-a mais hidratada, corada e mais viçosa", enfatiza Beatriz.

Fontes: Marcelo Sady, Pós-doutor em genética com foco em genética toxicológica e humana pela UNESP- Botucatu; Juliano Burckhardt, Médico Cardiologista, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC); Gabriel Novaes, Médico neurologista e neuro-oncologista, membro da Society for Neuro-Oncology Latin America (SNOLA); Beatriz Lassance, Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações