Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Qual foi a chegada mais apertada da história da F1?

Duas corridas se apresentam com candidatas, mas provavelmente nunca se saberá qual foi a menor diferença

30 nov 2021 22h09
Compartilhar
A chegada apertada do GP da Itália de 1971
Foto: F1 / Twitter

A F1 tem ao menos 91 corridas que foram decididas por uma diferença menor que um segundo, menos de 10%, mas as duas chegadas mais apertadas chamam a atenção, no GP da Itália de 1971, foi 0s01 de diferença e no GP dos EUA de 2002 foram 0s011. Então fica claro que o GP da Itália foi a menor diferença? Na verdade não.

Para se entender melhor, o GP da Itália de 1971 foi realizado em Monza, em uma época onde o circuito não tinha nenhuma chicane, a corrida funcionava como se fosse em um oval, uma briga da vácuos, na volta final era cinco carros trocando vácuo e tentando a vitória: Peter Gethin (BRM), Ronnie Peterson (March), François Cevert (Tyrrell), Mike Hailwood (Surtees) e  Howden Ganley (BRM). Na chegada, Gethin conseguiu escapar e venceu, sua única vitória na categoria, com Peterson em segundo, com a diferença de apenas 0s01.

Publicidade
Senna e Mansell chegando com uma diferença de apenas 0s014
Foto: F1 / Twitter

Antes mesmo do GP dos EUA de 2002, outra corrida também postulava como a possível menor diferença, foi o GP da Espanha de 1986, em Jerez. Ayrton Senna venceu Nigel Mansell por apenas 0s014. A discussão começou por um simples motivo: em 1971, a contagem era de apenas duas casa depois da vírgula, em 1986, já eram três casas. o 0s01 pode ter sido 0s010 até 0s019, o que nunca se saberá de fato, então não se pode afirmar qual diferença era menor.

Em 2002, não foi bem uma disputa que se viu, mas um jogo de cartas marcadas, existem algumas teorias para o que aconteceu, mas a mais aceita é que Michael Schumacher que liderava, começou a diminuir o ritmo, Barrichello vinha logo atrás e não entendeu o que estava acontecendo então reduziu também e o ciclo continuou, até que o brasileiro cruzou 0s011 a frente.

Barrichello e Schumacher chegando a apenas 0s011 no GP dos EUA de 2002
Foto: F1 / Twitter

Nas entrevistas, Schumacher até brincou que tentava um empate, talvez também porque os jogos de equipes estavam proibidos desde o GP da Áustria do mesmo ano. De fato, nunca saberemos qual o GP com menor diferença da F1, a não ser que tenhamos uma diferença menor que 0s010 algum dia, esse com certeza será o novo recorde.

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações