Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Os maiores vencedores dos circuitos novos da F1

O Circuito de Jeddah será o 76° circuito da categoria. Veja quais são os pilotos que mais venceram os GPs de estreia

30 nov 2021 19h42
Compartilhar

A F1 é muito tradicional em relação aos seus palcos. A entrada de um novo circuito é difícil, visto que já se passaram 72 temporadas e apenas 75 pistas foram até agora integrantes do campeonato. Vencer em um circuito novo pode ser considerado um verdadeiro evento. Sendo assim, listamos os sete maiores vencedores nessa modalidade. 

Jim Clark
Foto: F1 / Twitter

Nino Farina, Jim Clark e Jackie Stewart (3 conquistas)
Nino Farina foi o primeiro vencedor da F1 e também o primeiro campeão da categoria. Todas as suas três vitórias em 1950, a primeira temporada da F1, foram obviamente as primeiras vitórias nesses circuitos válidos pelo campeonato. O italiano venceu em Bremgarten, na Suíça, e também em dos dois circuitos mais importantes da F1: Silverstone e Monza.

Publicidade

Para o bicampeão Jim Clark, a primeira vitória em um circuito novo veio no Hermanos Rodriguez, México, em 1963. No ano seguinte, o britânico venceu em Brands Hatch, uma pista que revezou o posto de GP da Grã-Bretanha com Silverstone até os anos 80. Em 1965, Clark venceu o GP da França em Clermont-Ferrand. 

O tricampeão Jackie Stewart venceu na estréia do circuito de Montjuïc Park, no GP da Espanha, em 1969. Em 1971, triunfou no primeiro GP da França em Paul Ricard, circuito que está hoje no calendário. Em 1973, o GP da Bélgica mudou para Zolder, circuito que sediou a prova até os anos 80 e o escocês venceu novamente.

Juan Manuel Fangio
Foto: F1 / Twitter

Alberto Ascari e Juan Manuel Fangio (4 conquistas)
Ascari e Fangio foram os grandes nomes da categoria nos anos 50. O bicampeão Ascari infelizmente morreu muito cedo, em 1955. Porém deixou um legado muito grande, enquanto Fangio conquistou cinco títulos, um recorde que durou até 2003 na categoria. Para Ascari, a primeira vitória em uma estreia veio em Nürburgring,  no primeiro GP da Alemanha em 1951. Em 1952, o italiano venceu em Rouen-les-Essarts, França e Zandvoort, Países Baixos. Em 1953, Ascari venceu a primeira corrida realizada na América Latina, no Autódromo Juan y Oscar Gálvez, que sediou o GP da Argentina.

Fangio teve três vitórias em 1950 e, no mesmo caso de Farina, por ser o primeiro ano da categoria, acabou contando com as primeiras vitórias. O argentino venceu o primeiro GP de Mônaco, o GP da Bélgica em Spa-Francorchamps e o GP da França em Reims. Em 1951, foi a vez de vencer em Pedralbes, na Espanha. Essa corrida também foi a do primeiro título, em cima de Alberto Ascari.

Publicidade
Lewis Hamilton no GP do Qatar
Foto: F1 / Twitter

Lewis Hamilton (5 conquistas)
O piloto da Mercedes tem vários recordes na F1. Nessa lista específica fica em segundo, mas tudo pode mudar até o GP da Arabia Saudita. A primeira conquista de Lewis Hamilton foi no GP dos EUA de 2012, na estreia do Circuito das Américas, onde travou uma bela disputa com Sebastian Vettel. Em 2014, veio a vitória no GP da Rússia, em Sochi. Tivemos a pandemia em 2020, levando o calendário a ser remodelado, tendo 17 etapas com três rodadas duplas. Duas pistas entraram no calendário: Mugello e Portimão, Lewis venceu nas duas. A quinta vitória veio na estreia do GP do Catar, em Losail.

Moss é o recordista desde os anos 50
Foto: F1 / Twitter

Stirling Moss (6 conquistas)
No topo da lista está o britânico Moss, quatro vezes vice-campeão de F1, sem vencer nenhum campeonato. Mesmo sim é considerado um dos grandes da categoria. A primeira conquista de sua carreira foi na estreia do circuito de Aintree, que sediou o GP da Grã-Bretanha de 1955. Neste caso, até hoje existe uma discussão se Juan Manuel Fangio, seu companheiro na Mercedes na época, facilitou voluntariamente que isso acontecesse, Fangio sempre negou.

Em 1957, Moss venceu o GP de Pescara, na Itália, que foi a única edição da corrida. Em 1958, venceu a única edição do GP do Marrocos e a primeira do GP de Portugal, no Circuito da Boavista, em Porto. Em 1959, Moss venceu novamente o GP Português, mas agora no circuito de Monsanto, Lisboa. Em 1960, veio a última vitória na estréia de um circuito, o GP dos EUA foi disputado em Riverside, na Califórnia, onde veio a sexta conquista do britânico.

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações