Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

F1: Sainz encerra jejum em corrida eletrizante na Inglaterra

Após largar na pole, Carlos Sainz retoma liderança na parte final vence sua primeira na carreira. Corrida é marcada por acidente na largada

3 jul 2022 - 13h31
(atualizado às 13h42)
Compartilhar
Sainz vence o GP da Inglaterra
Sainz vence o GP da Inglaterra
Foto: Ferrari / Twitter

Demorou 150 corridas, mas finalmente está encerrado o jejum de Carlos Sainz. O piloto da Ferrari venceu o GP da Inglaterra, em Silverstone, e entrou para o seleto clube de vencedores de Grandes Prêmios de Fórmula 1.

O espanhol largou da pole, mas chegou a perder a liderança para Max Verstappen, da Red Bull, até o holandês sofrer um furo de pneu. Depois, voltou a liderança e teve que cedê-la para Charles Leclerc por ordem da Ferrari. O 1º lugar foi retomado apenas nos momentos finais, após um safety car.

Publicidade

O pódio foi completado por Sergio Perez, da Red Bull, que havia caído para último ainda nos momentos iniciais, e Lewis Hamilton, da Mercedes. Leclerc acabou em 4º, no entanto, foi um dos destaques da corrida, segurando ataques de pilotos com pneus bem melhores nos estágios finais. Verstappen terminou apenas em 7º após sofrer um furo de pneu enquanto era o líder.

A corrida foi marcada por um acidente impressionante na largada, envolvendo vários carros. Os mais assustadores foram a capotagem de Guanyu Zhou, da Alfa Romeo, e a batida forte de Alex Albon, da Williams, que precisou ser levado ao hospital.

A turbulenta largada do GP da Inglaterra
Foto: F1 / Twitter

Confira como foi o excelente GP da Inglaterra:

PRÉ-CORRIDA - As estratégias se diferenciaram já desde o começo. A escolhida por 14 dos 20 pilotos foi começar com pneus médios. Max Verstappen, 2º, surpreendeu ao começar de macios. Além dele, apenas pilotos que largaram mais atrás foram pelo mesmo caminho: Nicholas Latifi (10º), Alex Albon, Kevin Magnussen e Sebastian Vettel (16º a 18º). De pneus duros, apenas George Russell (8º).

LARGADA – Verstappen se valeu dos pneus mais aderentes e pulou para 1º ainda antes da primeira curva, despachando Carlos Sainz. Lewis Hamilton também foi bem, saltando de 5º para 3º. Mais atrás, a largada foi caótica, causando uma bandeira vermelha ainda antes dos líderes chegarem ao setor 2.

Publicidade

Um acidente envolvendo vários carros na primeira curva causou apreensão. A Alfa Romeo de Guanyu Zhou capotou em alta velocidade, bandeira vermelha, e momentos de muita tensão até a confirmação do estado de saúde do piloto chinês.

O capotamento foi a consequência de um enrosco entre Alex Albon, George Russell, Yuki Tsunoda e Esteban Ocon. Os dois últimos conseguiram voltar aos boxes para reparar o carro durante a bandeira vermelha. Albon e Russell abandonaram. Zhou e Albon foram levados ao centro médico, ambos conscientes.

A segunda largada teve uma boa briga entre Red Bull e Ferrari
Foto: Red Bull / Twitter

A paralisação durou quase uma hora pois, além do acidente, houve uma tentativa de invasão à pista. Finalmente, a largada foi autorizada. A FIA optou por uma largada parada, com as posições originais do grid, já que a primeira volta não foi concluída. Dessa vez, todos os ponteiros optaram por pneus médios.

SEGUNDA LARGADA – Dessa vez, Sainz manteve a ponta. Mas com muita luta. O espanhol espremeu Verstappen na partida e se manteve firme. Na curva 4, os quatro carros de Ferrari e Red Bull ficaram quase emparelhados, em disputa incrível.

Publicidade

Perez havia largado bem e quase foi para 2º, mas acabou sendo atacado por Leclerc e ambos se tocaram. Leclerc, depois, tentou passar também Verstappen e ambos se tocaram.

A ordem ficou Sainz, Verstappen, Leclerc, Perez. Tanto Leclerc quanto Perez sofreram danos em sua asa dianteira, mas seguiram na prova mesmo com a pequena avaria. Hamilton não largou tão bem quanto na primeira vez, perdendo uma posição para Norris em outra bela disputa.

VOLTA 5/52 – Perez para nos boxes para trocar o bico e colocar pneus duros. A parada lenta o relegou à última posição.

VOLTA 6 – Hamilton abre o DRS e passa Norris. Já sem Perez à frente, ele assume o 4º lugar.

Publicidade

VOLTA 8 – Sainz e Verstappen são os mais rápidos da pista. O holandês entra na zona de abertura de DRS.

VOLTA 10 – Enquanto Verstappen pressionava, Sainz sentiu o peso da responsabilidade de ser o 1º e errou sozinho na Becketts, entregando a liderança de bandeja ao holandês.

Perez fez ótima corrida de recuperação no GP da Inglaterra
Foto: Red Bull / Twitter

VOLTA 11 – Tsunoda tenta atacar Gasly e erra. Ambos se tocam e rodam enquanto estavam na zona de pontuação. Momento de tensão na AlphaTauri. Tsunoda seria punido em 5 segundos.

VOLTA 12 – Verstappen passa sobre detrito e sofre um foro de pneu. Ele perde posições para Sainz e Leclerc e para nos boxes para trocar os pneus, voltando à pista em 6º.

Publicidade

VOLTA 13 – O top 10 era composto por Sainz, Leclerc, Hamilton, Norris, Alonso, Verstappen, Ocon, Latifi, Bottas e Ricciardo.

VOLTA 14 – Verstappen reclama no rádio que o carro não está bom mesmo após a troca de pneus. A equipe avisa que o problema é na carenagem, causando perda de pressão aerodinâmica, mas nada terminal.

VOLTA 15 – Leclerc parte para cima de Sainz, que se defende. O monegasco reclama com a equipe no rádio, insinuando querer que o colega abra caminho. Enquanto isso, Hamilton aperta o ritmo e encurta a distância para as Ferrari.

VOLTA 18 – Leclerc pede à equipe para fazer alguma coisa (ou seja, tirar Sainz de seu caminho). A Ferrari pede que Sainz acelere mais, mas não ordena uma troca. Hamilton, com sequência de melhores voltas, encurta a distância de 6s para 3s1.

Publicidade
Sainz e Leclerc lideram o GP da Inglaterra
Foto: Ferrari / Twitter

VOLTA 20 – Sainz para nos boxes para colocar pneus duros. A Mercedes avisa Hamilton que Leclerc tem problemas na asa, o incentivando a alcançá-lo.

VOLTA 21 – Bottas recolhe o carro à garagem e abandona.

VOLTA 23 – Verstappen para novamente e coloca pneus duros. Ele volta em 7º, mas, ainda de pneus frios, perde a posição para Vettel. O holandês reclama de falta de aderência, e perde tempo a olhos visto em relação à Vettel.

VOLTA 25 – Hamilton consegue ficar a menos de 1 segundo de Leclerc, mas o piloto da Ferrari entra nos boxes antes que o inglês pudesse atacá-lo. Pela primeira vez no ano, Hamilton assume a liderança. No rádio, ele avisava a equipe que os pneus ainda estavam bons.

Publicidade

VOLTA 26 – Leclerc volta atrás de Sainz, em 3º. O top 10 era formado por Hamilton, Leclerc, Sainz, Norris, Alonso, Perez, Vettel, Verstappen, Latifi e Ocon.

VOLTA 27 – Gasly abandona com problemas no carro.

VOLTA 29 – Leclerc anda no encalço de Sainz e segue pedindo passagem pelo rádio. A equipe dá um ultimato ao espanhol: ou aumenta o ritmo, ou abre caminho.

VOLTA 31 – Leclerc tenta o ataque e Sainz se defende. Clima tenso entre pilotos e equipes no rádio.

Publicidade
Hamilton no GP da Inglaterra
Foto: Mercedes / Twitter

VOLTA 32 – Sainz, finalmente, abre caminho para Leclerc. Ambos estavam a 18s8 de distância de Hamilton.

VOLTA 34 – Hamilton vai aos boxes e coloca pneus duros. A Mercedes demorou 4s7 segundos no serviço, gastando quase 2 segundos além do ideal. Ele volta à pista em 3º, 3 segundos atrás de Sainz e 4s5 atrás de Leclerc. Ao fim da volta, a distância era de 6s para Leclerc e 4s5 para Sainz.

VOLTA 37 – Ocon despacha Verstappen e assume o 8º lugar. O top 10 era composto por: Leclerc, Sainz, Hamilton, Perez, Norris, Alonso, Vettel, Ocon, Verstappen, Schumacher.

VOLTA 39 – Ocon perde potência e seu motor apaga. O francês encosta o carro na antiga reta de largada. Safety car na pista. Sainz e Hamilton param nos boxes e colocam pneus macios. Perez faz o mesmo. Leclerc fica em 1º com pneus duros gastos, se tornando alvo de todos esses.

Publicidade

VOLTA 41 – A ordem era: Leclerc, Sainz, Hamilton, Perez, Alonso, Norris, Vettel, Magnussen, Verstappen e Mick Schumacher. Desses, apenas Leclerc tinha pneus duros gastos. Vettel e Magnussen calçavam médios, sendo o de Magnussen já bastante usado. Todos os demais do top 10 tinham compostos macios novos.

VOLTA 43 (RELARGADA) – Sainz ataca Leclerc e assume a ponta. Perez despacha Hamilton e vira 3º.

VOLTA 44 – Perez força para cima de Leclerc e Hamilton se junta à briga, tentando o bote para cima do holandês. Enquanto isso, Sainz vai abrindo mais de 2 segundos de folga na liderança.

A bela briga entre Leclerc, Perez e Hamilton
Foto: F1 / Reprodução

VOLTA 45 – Leclerc, Perez, Hamilton, Alonso e Norris andam juntos. Cinco carros de cinco equipes diferentes disputando o 2º lugar.

Publicidade

VOLTA 46 – Hamilton passa Perez e Leclerc de uma vez, mas Perez o repassa. Leclerc idem. Alonso tenta o bote sobre Leclerc e Hamilton e toma a fechada.

VOLTA 47 – Hamilton tenta passar Hamilton mas não consegue.

VOLTA 48 – Hamilton passa Leclerc por fora mas toma o troco em seguida, também por fora. Pilotagem espetacular de Charles Leclerc. Algumas curvas depois, Hamilton finalmente conclui a ultrapassagem.

VOLTA 50 – Mick Schumacher tenta atacar Verstappen para ser 7º.

Publicidade

VOLTA 52 – Sainz vence pela primeira vez na carreira. Perez e Hamilton fecham o pódio. Leclerc segura Alonso e é 4º. Norris é 5º, à frente da briga intensa entre Verstappen, 7º, e Schumacher, 8º. Vettel e Magnussen fecharam a zona de pontuação.

O resultado final do GP da Inglaterra
Foto: F1
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações