Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Bottas é o mais rápido em treino marcado por chuva na F1

Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, fez o tempo mais rápido do TL1 em Siverstone. Sessão sob chuva foi marcada por pouca ação na pista

1 jul 2022 - 10h11
Compartilhar
Bottas liderou primeiro treino livre em Silverstone
Bottas liderou primeiro treino livre em Silverstone
Foto: Alfa Romeo / Twitter

O primeiro treino livre em Silverstone teve a cara de Silverstone: tempo fechado e chuva. Com a pista bastante molhada, pilotos e equipes preferiram poupar equipamento e esperar condições melhores, já que a previsão do tempo indica sol para a corrida.

Com pouca movimentação e apenas 10 pilotos marcando tempo, o primeiro lugar foi uma surpresa: Valtteri Bottas, da Alfa Romeo. O finlandês fez uma volta nos minutos finais, quando a pista já estava mais seca, e se colocou com o mais rápido. Logo depois, a sessão foi abreviada por um erro de Lance Stroll, que acionou bandeira vermelha e não deu chance a ninguém tentar superar a volta de Bottas.

Publicidade

Lewis Hamilton arriscou colocar pneus de pista seca também nos minutos finais e conseguiu 0 2º tempo. Logo depois dos ex-colegas de Mercedes vieram as Ferrari de Carlos Sainz e Charles Leclerc.

Silverstone ficou encoberto por boa parte da sessão
Foto: F1 / Reprodução

Como foi o TL1

Apenas os carros da Ferrari e da Mercedes foram à pista, os quatro utilizando pneus intermediários. Deles, só Charles Leclerc chegou a completar uma volta rápida nos primeiros 10 minutos, mas ainda bastante lenta: 1min43s801. Os demais voltaram para a garagem e esperaram o clima melhorar.

A pista começou a secar ainda antes da primeira metade, de modo que muitos pilotos preferiram esperar para sair apenas quando o risco fosse menor. A 35 minutos do fim, apenas oito carros tinham tempos válidos, sendo o mais rápido deles Carlos Sainz, da Ferrari, com 1min42s967.

A chuva que ameaçou ir, ficou. E ninguém mais quis colocar o carro na pista. Sem ação, coube a Lewis Hamilton ir ao pit wall acenar para o público que enchia as arquibancadas. Alguns pilotos conversavam com os engenheiros, outros esperavam alguma definição de dentro do cockpit.

Publicidade
Hamilton aproveitou o tempo sem atividade para cumprimentar o público
Foto: F1 / Reprodução

A 12 minutos do fim, Hamilton resolveu colocou seu W13 para jogo – para vibração do público que, finalmente, via e ouvia um F1 em movimento depois de 15 minutos de calmaria. E pareceu uma demonstração do que propriamente um teste, já que suas voltas foram dadas em ritmo tranquilo. Ainda assim, ele voltou aos boxes e arriscou colocar pneus macios a 6 minutos do fim da sessão, sendo o primeiro a fazê-lo.

A ação ficou para os três minutos finais. Valtteri Bottas, ainda de intermediários, pulou para 1º, com 1min42s249. Hamilton fez um primeiro setor arrasador, mas o segundo setor, ainda molhado, o fez andar bem mais lento. Na volta seguinte, ele ainda conseguiu pular para 2º.

Haveria um minuto final, já com bastante gente na pista. Mas ele, sempre ele, Lance Stroll, errou na curva Copse e atolou na brita. Bandeira vermelha e fim de treino.

Com isso, Bottas, de Alfa Romeo, ficou mesmo com o melhor tempo da sessão e voltou a liderar uma sessão em 2022 pela primeira vez. Bottas e Hamilton nas duas primeiras posições, lembrando os bons tempos de ambos na Mercedes.

Publicidade

A próxima sessão de treino livre acontece ainda nessa sexta-feira (01), ao meio-dia.

Os resultados do TL1 em Silverstone
Foto: F1

 

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações