Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Renault Kwid bate Fiat Mobi em comparativo de 5 itens

Comparamos as versões de entrada de Fiat Mobi e Renault Kwid em 5 itens para saber qual dos dois hatches econômicos vale mais a pena

21 jan 2022 08h00
| atualizado em 28/1/2022 às 11h58
Compartilhar
Renault Kwid e Fiat Mobi
Renault Kwid e Fiat Mobi
Foto: Guia do Carro / Divulgação

Dois dos modelos mais baratos do Brasil, o Fiat Mobi e o Renault Kwid acabam de receber novidades importantes. No caso do Kwid, o subcompacto acaba de ser apresentado pela Renault com mudanças no design, mais equipamentos e uma economia de 5% no consumo de combustível. Já o Fiat Mobi ganhou ajustes no motor para ficar até 7,9% mais econômico, por conta das novas regras de emissão do Proconve PL7. Mas qual dos dois vale mais a pena?

Para descobrir essa resposta, selecionamos cinco motivos para um comparativo entre esses dois modelos. Além de ganhar novidades por dentro e por fora, o Renault Kwid também perdeu a versão de entrada Life. Por outro lado, o Fiat Mobi também deixou de oferecer a opção Easy, que custava R$ 48.490. Com isso, consideramos para o comparativo as versões Zen no caso do novo Kwid, e o Fiat Mobi Like, que são as novas opções de entrada dos hatches. Em relação aos dados de consumo, utilizamos a tabela do Inmetro.

Publicidade

Os critérios de pontuação em cada item são os seguintes: 5 x 0 se um dos carros tiver vantagem absurda, 4 x 1 se for uma grande vantagem, 3 x 2 se a vantagem não for muito grande; 2,5 x 2,5 se houver empate. Portanto, cada carro pode somar no máximo 25 pontos no total dos 5 itens do tira-teima. O objetivo deste tira-teima é oferecer uma comparação rápida, somente nos 5 itens mais importantes para a maioria dos consumidores. Numa análise mais completa, o resultado pode mudar – ou não.

Renault Kwid e Fiat Mobi
Foto: Guia do Carro / Divulgação

Potência

O novo Renault Kwid ficou mais potente. O motor 1.0 flex – que equipa todas as versões do hatch – agora entrega 68 cv com gasolina e 71 cv com etanol. Antes eram 66 e 70 cavalos, respectivamente. O torque com gasolina se manteve em 92 Nm, mas passou de 96 para 98 Nm com etanol. Já o Fiat Mobi é equipado com o motor 1.0 Fire de 74 cv (e) / 71 cv (g) e 95 Nm (e) / 91 Nm (g), que perdeu até 2 cv e 2 Nm. Ambos oferecem apenas a opção de câmbio manual de 5 marchas. Por conta da maior potência e do torque praticamente igual, o ponto nesse quesito vai para o Fiat Mobi.

Consumo

O novo Renault Kwid ficou 5% mais econômico com etanol e 3% melhor com gasolina. De acordo com o Inmetro, o Kwid 2023 obtém médias de 10,8 km/l (antes era 10,3) na cidade e 11,0 km/l (antes era 10,8) na estrada com etanol. Com gasolina, o hatch da Renault faz em média 15,3 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada. Antes das modificações, os números do Kwid com gasolina eram de 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. Para chegar a esses valores, a Renault equipou o carro com sistema Start-Stop.

Apesar de ter ficado menos potente, o Fiat Mobi também ficou mais econômico. Com a nova calibração do motor 1.0 Fire, os novos números do hatch da Fiat são de 9,6 km/l (antes era 8,9 km/l) na cidade e 10,4 km/l (antes era 10,0 km/l) na estrada com etanol, e 13,5 km/l (antes era 13 km/l) e 15,0 km/l (antes era 14 km/l) com gasolina, respectivamente. Com leve vantagem em quase todos os cenários, o vencedor nesse quesito é o Renault Kwid.

Publicidade

Multimídia

Na versão Like, o Fiat Mobi é equipado apenas com pré-disposição para rádio, que inclui 2 alto-falantes dianteiros. Como opcional, é possível equipar o hatch com a central multimídia UConnect de 7", que custa R$ 3.500 e eleva o preço do Mobi para R$ 64.490. Já o Kwid oferece de série um rádio double din com as funções Bluetooth, USB e entrada auxiliar. Para equipar o hatch com a central Media Evolution, também de 7", é necessário partir para a versão intermediária Intense, que custa R$ 64.190. Como oferece mais recursos sem adicionar nenhum opcional, o ponto nesse quesito vai para o Renault Kwid.

Segurança

Com relação aos equipamentos de segurança, o Fiat Mobi Like é equipado apenas com os dois airbags frontais, os freios ABS e o sistema Isofix, todos obrigatórios por lei. O hatch da Fiat também traz sinalização de frenagem de emergência (ESS). No caso do novo Renault Kwid, o modelo traz os mesmos itens do Mobi e ainda acrescenta airbags laterais, controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampas e avisos de cintos de segurança não afivelados para todos os ocupantes do carro. Como oferece mais itens, o Kwid é o vencedor nesse quesito.

Preço

Ambas são as versões de entrada dos hatches subcompactos. O Renault Kwid Zen parte de R$ 59.890, com a opção de pintura Preto Nacré. Já o Fiat Mobi Like custa R$ 60.990 na cor Preto Vulcano. O Renault Kwid oferece como único opcional as tonalidades sólidas (R$ 700) e metálicas (R$ 1.500), enquanto o Fiat Mobi conta com os pacotes Fit In (R$ 1.000) e o Pack Multimídia (R$ 3.500). Nesse caso, o ponto vai para o Kwid.

RENAULT KWID OU FIAT MOBI?
ITEMKwid ZenMobi Life
Potência23
Consumo32
Multimídia32
Segurança41
Preço32
Total de pontos1510
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações