Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Fiat Mobi ou Renault Kwid? Veja tira-teima em 5 itens

Comparamos o Fiat Mobi e o Renault Kwid em 5 itens básicos para saber qual dos dois hatches subcompactos vale mais a pena por R$ 60 mil

11 out 2021 15h15
| atualizado às 19h50
Compartilhar
Renault Kwid x Fiat Mobi
Foto: Renault/Stellantis/Montagem

Dois dos modelos mais baratos do Brasil, o Fiat Mobi e o Renault Kwid são concorrentes diretos no segmento de hatches subcompactos. Quase todos os modelos dessa categoria representam as opções de entrada das montadoras, e custam menos do que equivalentes de outras carrocerias. Geralmente, eles também são a primeira opção para quem busca comprar o primeiro carro zero km. Mas qual dos dois vale mais a pena?

Para descobrir essa resposta, selecionamos cinco motivos para um tira-teima entre esses dois modelos. Para o comparativo, foram consideradas as versões Trekking no caso do Fiat Mobi, e o Renault Kwid Outsider, que são as opções topo de linha de ambos os hatches subcompactos. Em relação aos dados de consumo, utilizamos a tabela do Inmetro.

Publicidade

Os critérios de pontuação em cada item são os seguintes: 3 x 0 se um dos carros tiver grande vantagem, 2 x 1 se a vantagem não for muito grande; 1,5 x 1,5 se houver empate. Portanto, cada carro pode somar no máximo 15 pontos no total dos 5 itens do tira-teima.

Renault Kwid x Fiat Mobi
Foto: Renault/Stellantis/Montagem

Potência
Todas as versões do Renault Kwid são equipadas com um motor 1.0 aspirado de 70 cv de potência e 98 Nm de torque. Já no caso do Fiat Mobi, todas as versões trazem o motor 1.0 Fire, que oferece respectivos 75 cv e 97 Nm. Ambos oferecem apenas a opção de câmbio manual de 5 marchas. Por conta da maior potência e do torque praticamente igual, o ponto nesse quesito vai para o Fiat Mobi.  

Consumo
De acordo com o Inmetro, o Kwid Outsider obtém médias de 9,3 km/l na cidade e 10 km/l na estrada com etanol. Com gasolina, o hatch da Renault faz em média 13,8 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada. Por outro lado, os números do Fiat Mobi Trekking são de 8,9 km/l na cidade e 10 km/l na estrada com etanol, e 13,0 km/l e 14,1 km/l com gasolina, respectivamente. Com leve vantagem em quase todos os cenários, o vencedor nesse quesito é o Renault Kwid.

Multimídia
Na versão Trekking, o Fiat Mobi é equipado com a multimídia UConnect de 7". Ela oferece Bluetooth, entrada USB e tem como diferenciais o suporte aos recursos Android Auto e Apple CarPlay sem fio e sistema de reconhecimento de voz. Já o Renault Kwid Outsider conta com a central Media Evolution, também de 7", que conta com os principais recursos da central da Fiat, mas tem como vantagem a câmera de ré, inexistente no Mobi. Como cada modelo tem funcionalidades únicas, optamos por um empate entre os dois. 

Publicidade

Segurança
Com relação aos equipamentos de segurança, o Fiat Mobi Trekking é equipado apenas com os dois airbags frontais, os freios ABS e o sistema Isofix, todos obrigatórios por lei. O hatch da Fiat também traz sinalização de frenagem de emergência (ESS). No caso do Renault Kwid, todas as versões do hatch contam com os mesmos equipamentos obrigatórios, mas ainda trazem airbags laterais e alerta sonoro e visual do uso do cinto de segurança do motorista e passageiro. Como oferece mais itens, o Kwid é o vencedor nesse quesito.

Preço
Ambas são as versões topo de linha dos hatches subcompactos. O Renault Kwid Outsider parte de R$ 60.990, com a opção de pintura Branco Glacier. Já o Fiat Mobi Trekking custa R$ 59.990 na cor Preto Vulcano. O Renault Kwid oferece como único opcional as tonalidades metálicas, enquanto o Fiat Mobi conta com os pacotes One e Style. Nesse caso, o ponto vai para o Mobi.

TIRA-TEIMA GUIA DO CARRO

ITEM

Renault Kwid
Outsider

Fiat Mobi
Trekking

Potência12
Consumo21
Multimídia1,51,5
Segurança30
Preço12
Total de pontos8,56,5

 

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações